>> Varejo

Supermercado do Rio expande pagamento por reconhecimento facial

Por: Redação, ⌚ 25/02/2022 às 10h30 - Atualizado em 25/02/2022 às 10h58

Durante o primeiro semestre de 2022, serão nove unidades e 145 PDVs da rede carioca atualizados com a solução, atingindo mais de 200 mil clientes


A rede de supermercados Zona Sul, presente na capital do Rio de Janeiro, está expandindo a opção de identificação e pagamento por reconhecimento facial para nove de suas lojas físicas. Com isso, 200 mil clientes do varejista passarão a contar com a tecnologia, que chegará a 145 PDVs ainda no primeiro semestre de 2022. Agora, após piloto na loja modelo da rede, localizada no Barra da Tijuca, as unidade dos Leblon, Ipanema, Flamengo e de outros cinco bairros também passarão a contar com a tecnologia


A solução da startup Payface conecta o rosto de cada usuário com o seu cartão de crédito. Usando apenas o rosto, o consumidor poderá se identificar no programa de fidelidade da rede para ter acesso a ofertas e benefícios exclusivos e, na hora do pagamento, fazer suas compras sem precisar estar portando o cartão ou seu próprio celular. A startup detém certificado de PCI Compliance, que atesta que a empresa segue as regras de segurança necessárias no processamento de dados de cartão, e utiliza o método de liveness detection, permitindo que sua tecnologia diferencie o rosto de uma pessoa real de uma foto, vídeo ou até máscara do usuário. 


Segundo Eládio Isoppo, cofundador e CEO da Payface, a tecnologia de reconhecimento facial para pagamentos está crescendo junto à digitalização acelerada dos meios de pagamento como um todo e, portanto, só tende a aumentar.


O Rio é a primeira cidade, entre as oito em que a Payface atua, a contar com mais de um estabelecimento com a solução implementada. A startup opera desde 2018 e está no Rio desde julho de 2021. 


Sérgio Lemas, gerente de tecnologias e inovação do Zona Sul, explica que a performance e a aderência do público à solução, observada em apenas alguns meses de piloto, foram o que motivaram a rede a ir atrás de garantir que todos os consumidores pudessem experimentar essa facilidade.


“Estamos sempre buscando melhorias para que os clientes, além de produtos e serviços de qualidade, também tenham ótimas experiências de compra”, conta Lemas. A primeira unidade a contar com Payface foi a loja modelo da rede, que reúne atividades gastronômicas, integrando ilhas, restaurantes e gôndolas dentro do ambiente. 


Para começar a se identificar e a pagar por reconhecimento facial, o usuário baixa gratuitamente o aplicativo da Payface no seu celular e cadastra seu rosto e suas formas de pagamento. No momento em que for fazer as compras, o consumidor se posiciona em frente a um dispositivo móvel instalado junto ao caixa e faz a sua identificação com o rosto no início do processo de checkout, sem precisar usar o celular. Então, com a identificação validada pelo sistema, o atendente, do outro lado, confirma o valor e finaliza a compra com a autorização do cliente. Todo o processamento é feito sem a necessidade de estar com o cartão ou qualquer outro acessório em mãos.



>> Panorama