>> Varejo

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday

Por: Redação, ⌚ 07/12/2020 às 15h56 - Atualizado em 07/12/2020 às 15h56

Levantamento da Neotrust/Compre&Confie considera vendas feitas de quinta-feira (26) a segunda-feira (30). Cifra reflete aumento de 27,66% em relação ao mesmo período do ano passado


O varejo on-line tem motivos de sobra para comemorar os bons resultados da Black Friday e da Cyber Monday. Um levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie, mostra que ambas as datas movimentaram R$ 7,72 bilhões de quinta-feira (26/11) a segunda-feira (30/11). O valor representa aumento de 27,66% em relação ao mesmo período do ano passado.


O aumento está relacionado principalmente ao maior volume de compras realizadas este ano. De acordo com a empresa, 13,01 milhões de pedidos foram feitos na Black Friday e Cyber Monday, número que representa um aumento de 21,9% em relação ao mesmo período de 2019.


As fraudes também cresceram. De acordo com a ClearSale, o valor em fraudes evitadas na Black Friday + Cyber Monday deste ano foi de R$ 70.313.959,00, uma alta de 77% em relação ao mesmo período do ano anterior.


O tíquete médio do consumidor teve leve aumento em relação ao ano passado. Em média, consumidores gastaram R$ 592,85 nas compras, valor 4,7% maior do que o registrado no ano anterior.


As categorias que geraram maior volume de compras no período foram: Moda e Acessórios, Beleza, Perfumaria e Saúde, Artigos para Casa, Entretenimento e Eletrodomésticos e Ventilação.


Analisando por faturamento, as classes de produtos que mais geraram receita foram: Eletrodomésticos e Ventilação, Telefonia, Informática e Câmeras, Entretenimento e Móveis, Construção e Decoração.


Perfil do consumidor


Dos 13,01 milhões de pedidos realizados nacionalmente, a maior parte esteve concentrada no Sudeste, com 61,6% do total. Em seguida, estão: Nordeste (15,8%), Sul (14,7%), Centro-Oeste (6%). Por último, o Norte (2%), manteve o valor registrado no último ano.


No Sudeste, responsável por concentrar a maior parte do consumo, os Estados que mais consumiram foram: São Paulo (4,47 milhões de compras feitas no período), Minas Gerais (1,42 milhões) e Rio de Janeiro (1,4 milhões).


Em relação à faixa etária, a idade média do consumidor na Black Friday e Cyber Monday 2020 é de 37 anos. A maior parte das compras online foi feita por brasileiros entre 36 e 50 anos (34,1% do total de pedidos realizados). Os que têm entre 26 e 35 anos vêm em seguida (33,9%) e aqueles com até 25 anos ocupam o terceiro lugar (18,6%). Por último, estão os consumidores acima de 51 anos (13,4%).


Segmentando por gênero, as mulheres fizeram mais compras do que os homens: elas foram responsáveis por 56,7% dos pedidos realizados, enquanto eles somaram 43,3%.


Fraudes


Com o aumento significativo em compras on-line, o prejuízo evitado com fraudes aumentou consideravelmente de um ano para outro. De acordo com a ClearSale, líder em antifraude no Brasil, o valor na Black Friday e Cyber Monday deste ano foi de R$ 70.313.959,00, alta de 77% em relação ao mesmo período do ano anterior.

>> Panorama