>> Varejo

5G no varejo: os impactos da tecnologia para os lojistas

Por: Redação, ⌚ 20/04/2022 às 09h24 - Atualizado em 20/04/2022 às 09h25

Nova rede deve aumentar aplicação de inteligência artificial e internet das coisas, alavancando o resultado das lojas que proporcionarem experiências de compra ainda mais personalizadas para seus consumidores


Prevista para acontecer até o segundo semestre de 2022, segundo a Anatel, a chegada do 5G no país tem gerado grande expectativa, prometendo revolucionar o varejo. O uso da nova rede deve gerar experiências de compra ainda mais completas e diferenciadas.


“Para o consumidor, a vantagem será óbvia, ligada a uma experiência de consumo mais eficiente. E para os varejistas, a chegada do 5G será crucial no crescimento da aplicação de inteligência artificial e da internet das coisas no negócio, que podem abrir novas oportunidades de negócios”, pontua Gustavo Pisani, diretor de varejo no Grupo FCamara, ecossistema de tecnologia e inovação que potencializa a transformação dos negócios ao prover desenvolvimento e soluções tecnológicas


Países como Ásia, China e Coreia do Sul já usufruem da tecnologia e seguem sendo referência em varejo no mundo. A China, por exemplo, constatou em outubro de 2021 um aumento nas vendas de 4,9%, superando as expectativas que eram de 3,5% – o país lidera a corrida de implantação do 5G e já possui cerca de 350 cidades com a nova rede em operação.


No Brasil, estima-se um aumento de 3,8% nas vendas do varejo em 2022, de acordo com um relatório da EMIS, plataforma digital do Grupo ISI Emerging Markets. E os resultados individuais de cada negócio podem ser alavancados com as oportunidades trazidas pelo 5G.


“O varejista poderá usufruir em mais profundidade e com mais qualidade de recursos como a realidade virtual ou aumentada, lives commerce e lives marketing e o metaverso. Esse é o momento de se manter antenado nas tendências e possibilidades e identificar caminhos estratégicos para cada negócio, conforme o público alvo, para potencializar resultados com as novas facilidades trazidas pelo 5G”, Gustavo.


A melhora na conectividade e na capacidade de transferência de dados afetará de forma positiva também etapas burocráticas da jornada de compra, como o pagamento, por exemplo – páginas que demoram a carregar, especialmente no checkout, podem aumentar em 75% o abandono de carrinhos de compras, segundo a ReadyCloud.


“As vantagens do 5G não se referem apenas a recursos tecnológicos avançados que podem revolucionar a experiência de consumo, como a realidade virtual e o metaverso. Detalhes simples como a velocidade na hora de efetuar um pagamento também impactam a experiência do usuário e sua fidelização e podem se tornar ainda melhores no cenário pós 5G, com soluções de biometria e reconhecimento facial, por exemplo”, avalia Pisani.


O especialista acrescenta que a omnicanalidade também deve ser otimizada com a chegada da nova rede, aprimorando a integração entre canais físicos e digitais de atendimento e venda. “O consumidor de hoje é exigente e imediatista e prioriza uma experiência positiva e completa de consumo. Os varejistas que demonstrarem maior entrega ao novo cenário e às possibilidades que serão abertas tendem a ser aqueles que maior resultado terão, tanto em vendas, quanto na satisfação e fidelização dos seus consumidores”, comenta. 

>> Panorama