>> Serviços

Planos de migração para a cloud aumentam apesar das preocupações com segurança

Por: Redação, ⌚ 15/10/2021 às 10h44 - Atualizado em 15/10/2021 às 10h47

8 em cada 10 líderes de TI no Brasil acreditam que a migração para a cloud deve ser uma prioridade ao preparar a infraestrutura digital para o futuro


A Equinix constatou, em uma comparação anual, aumento significativo no número de negócios que planejam migrar aplicações essenciais para a cloud, apesar das preocupações com a segurança cibernética. 


A necessidade de manter a competitividade e atender às exigências crescentes dos usuários gerou um salto de 15% para 37% no número de empresas globais que afirmam planejar migrar para a cloud aplicações essenciais para seus negócios em 2020-21, em comparação com o ano anterior. No Brasil, o percentual é ainda maior: 54%, ante 27% detectados na pesquisa 2019-20. 


Com infraestruturas digitais cada vez mais robustas, estima-se que, visando a garantir o sucesso futuro, quase metade (47%) da infraestrutura de TI utilizada pelos líderes do setor em todo o mundo esteja, atualmente, na cloud, apesar das preocupações constantes com a segurança cibernética. Tais descobertas vêm do estudo global anual da Equinix sobre as opiniões de 2.600 tomadores de decisão de TI nas Américas, Ásia-Pacífico e EMEA, o Global Tech Trends Survey 2020-21 (GTTS). 


Desde a eclosão da pandemia global de COVID-19, o risco de ataques cibernéticos aumentou muito na digital edge. Crimes cibernéticos custam à economia mundial mais de USD 1 trilhão, com custo médio para as organizações estimado em mais de meio milhão de dólares por incidente. O risco foi agravado pelo grande número de empresas que rapidamente deslocam a capacidade de rede para atender ao aumento dos volumes de tráfego remoto de dados dos funcionários. Isso levou a um aumento na migração para a cloud e ampla implementação de infraestrutura digital baseada em cloud como parte de uma estratégia de infraestrutura híbrida. 


Equilibrando segurança cibernética com a adoção da cloud 


“Mudanças nos centros populacionais, o aumento da ocorrência de ataques cibernéticos, volumes de dados em rápida expansão e necessidades de conformidade, a criação de ecossistemas de negócios e a transformação para negócios digitais têm impulsionado a demanda por uma nova abordagem para a infraestrutura digital. Essas forças de mercado estão levando os líderes de TI a considerarem as melhores estratégias e priorizarem os investimentos em todo o núcleo digital, edge e troca de dados”, afirma Jennifer Cooke, diretora de Pesquisa em Estratégias de Edge da IDC.


O GTTS constatou que 81% dos entrevistados no Brasil acreditam que a migração para a cloud é uma prioridade, enquanto a média global foi de 70%. Esse movimento não acontece de forma suave, com a ameaça de vazamentos de dados/ataques cibernéticos como resultado da adoção mais ampla da cloud sendo percebida como um dos maiores desafios às organizações em todas as três regiões: 52% nas Américas, 50% na Ásia-Pacífico e 45% na EMEA. 


Tais preocupações têm fundamento. O Global Interconnection Index (GXI) Volume 4, estudo de mercado publicado pela Equinix, revelou um crescimento no número de dispositivos de usuário e recursos de cloud, o que significa que as organizações devem estar cientes dos riscos de segurança distribuídos, como ataques DDoS, que cresceram mais de 270% na comparação anual.


“A transformação digital é essencial para a sobrevivência dos negócios. As organizações estão se tornando empresas de software e a pandemia acelerou a necessidade da transformação digital. De fato, os resultados da pesquisa 2021 Gartner® Board of Directors Survey* apontam que 69% dos Boards aceleraram suas iniciativas de negócios digitais após a COVID-19”, relata Michael Montoya, diretor de Segurança da Informação da  Equinix.


Outros achados interessantes da Global Tech Trends Survey incluem:


• 80% dos tomadores de decisão de TI afirmaram que digitalizar sua infraestrutura de TI é uma prioridade, com 76% trabalhando para melhorar a experiência do usuário. No Brasil, estes números chegaram a 91% e 89%, respectivamente.


• Quase metade (48%) dos entrevistados na média global e 56% no Brasil disseram acreditar que a ameaça de vazamentos de dados e ataques cibernéticos como resultado da migração para a cloud é um dos maiores desafios em todo o mundo.


• 81% dos líderes digitais disseram que estão priorizando a melhoria da segurança cibernética de suas organizações – um aumento significativo em relação aos 70% da edição 2019-20 da pesquisa. No Brasil, o percentual alcançou 90%.

>> Panorama