>> Mercado

Vendas mundiais de smartphones aumentaram 26% no primeiro trimestre de 2021

Por: Redação, ⌚ 09/06/2021 às 14h40 - Atualizado em 09/06/2021 às 14h41

Pesquisa revela melhoria da perspectiva dos consumidores e demanda reprimida impulsionaram esse crescimento


Após um acentuado declínio em 2020, as vendas globais de smartphones para usuários finais cresceram 26% no primeiro trimestre de 2021, de acordo com a mais recente pesquisa do Gartner. As vendas globais de celulares para usuários finais cresceram 22% na comparação ano após ano.


“A melhoria na perspectiva dos consumidores, o aprendizado sustentado e o trabalho em casa, junto com a demanda reprimida de 2020 impulsionaram as vendas de smartphones no primeiro trimestre. Os consumidores começaram a gastar em itens discricionários à medida que a situação da pandemia melhorou em muitas partes do mundo e os mercados se abriram”, avalia Anshul Gupta, Diretor Sênior de Pesquisa do Gartner.


Os três principais fornecedores globais de smartphones mantiveram suas respectivas posições no primeiro trimestre de 2021 (1T21). O lançamento de smartphones de preço médio, como telefones com preços abaixo de US$ 150, impulsionou as vendas de unidades da Samsung em todo o mundo. O lançamento antecipado de seus principais smartphones 5G também contribuiu para o crescimento das vendas de aparelhos da empresa.


Vendas mundiais de smartphones para usuários finais por fornecedor (em milhões de unidades)





A Apple voltou à segunda posição da lista global no primeiro trimestre de 2021, depois de garantir o primeiro lugar no quarto trimestre de 2020. O lançamento de seu primeiro iPhone 5G levou a um aumento em 2021. “O 5G continuará a ser o principal impulsionador de crescimento da Apple em 2021. As atualizações de dispositivos irão alimentar a demanda pelo telefone carro-chefe da Apple ao longo do ano”, diz Gupta.


Todos os cinco principais fornecedores globais de smartphones registraram forte crescimento na comparação com 2020, indicando que o mercado de telefonia está se consolidando em torno dos cinco principais fornecedores. Os fabricantes chineses Xiaomi, Oppo e Vivo testemunharam a crescente demanda por smartphones 5G e capitalizaram as oportunidades devido ao enfraquecimento das vendas da Huawei e LG globalmente neste trimestre.


A escassez global de chips ainda não impactou a indústria de smartphones, uma vez que o equilíbrio entre a demanda e a oferta foi atendido. No entanto, isso pode mudar nos próximos trimestres e pode resultar em um aumento no preço médio de venda dos smartphones em todo o mundo.

>> Panorama