>> Mercado

Thales oferece cursos profissionalizantes para estudantes do ensino médio

Por: Redação, ⌚ 04/09/2020 às 16h36 - Atualizado em 04/09/2020 às 16h37

A iniciativa da empresa no Brasil faz parte do Programa de Solidariedade Thales: a estratégia de cidadania corporativa do grupo visa coordenar as iniciativas de engajamento comunitário lideradas por entidades da Thales em todo o mundo para aumentar seu impacto social ao alavancar inovação e tecnologia para atender a três áreas de foco prioritário: educação e integração profissional; cidadania digital; e proteção ambiental


A Thales inicia a sua primeira turma do Programa Formare, um projeto social voltado para educação profissional de jovens de baixa renda. O programa é uma parceria com a Fundação Iochpe e se baseia no voluntariado de colaboradores, que como educadores voluntários ministrarão as disciplinas do curso de Assistente Administrativo e de Projetos dentro das dependências da sua unidade em São Bernardo do Campo (SP). Ao todo, 10 jovens da região do Grande ABC participarão do curso profissionalizantes.


Todo o projeto foi adaptado para respeitar o cenário atual de isolamento social. O processo seletivo, ocorrido durante o mês de julho, foi realizado por meio de entrevistas on-line, e as disciplinas, inicialmente, serão ministradas por meio de plataformas digitais. Todos os recursos necessários para o acesso remoto dos alunos, como computador e internet, são disponibilizados pela Thales.


O projeto conta com a colaboração de 49 funcionários que se voluntariaram para a ação e se revezarão para lecionar 14 disciplinas, entre elas: Organização Empresarial, Criatividade e Inovação, Introdução à Eletrônica e à Lógica de Programação e Apoio Administrativo e Contábil. Em um período de cerca de um ano, serão ministradas 660 horas de ensino teórico e cerca de 240 horas de ensino prático.


Os pré-requisitos para a candidatura ao Formare foram: jovens nascidos em 2002 ou 2003; cursando ou já tendo concluído o Ensino Médio; enquadramento de renda familiar definida pelo programa, e não ter frequentado outros cursos profissionalizantes anteriormente.

>> Panorama