>> Mercado

Linx cresce 21,8% em receita líquida no quarto trimestre de 2019

Ofertas de Linx Digital e de Linx Pay Hub têm sido as principais responsáveis pela alta constante nos resultados da empresa

Por: Redação, ⌚ 31/03/2020 às 11h10 - Atualizado em 31/03/2020 às 11h10

A Linx fechou o quarto trimestre de 2019 com receita operacional bruta de R$256 milhões. O indicador é fruto da combinação das receitas recorrente e de serviços. No quarto trimestre de 2019, a receita recorrente total atingiu R$203 milhões, 11,3% maior do que o mesmo período de 2018 e equivalente a 79% da receita bruta total. O caixa líquido da Companhia no 4T19 foi de R$560,9 milhões. Excluindo da dívida bruta, o montante vinculado ao leasing, decorrente do IFRS16, e o earn-out líquido de contas a pagar por aquisições, o caixa líquido ajustado da Linx é de R$735,1 milhões.

 

 

A receita operacional líquida da Linx foi de R$222 milhões, o que representou um aumento de 21,8% quando comparado ao quarto trimestre de 2018. O EBITDA ajustado chegou a R$53 milhões no trimestre, 16,5% maior em comparação ao 4T18 ajustado. A margem EBITDA ajustada no período foi de 24,0%. O lucro líquido foi de R$9 milhões, 45,4% abaixo do mesmo período no ano anterior. No acumulado do ano, o lucro líquido foi de R$39 milhões.

 

 

“O cross selling de serviços financeiros (Linx Pay Hub) e Linx Digital, ambos nativamente integrados à nossa plataforma end-to-end, permanece como nossa principal tendência de crescimento. No 4T19, assinamos novos projetos para integrar canais online e off-line dos varejistas por meio do OMS, totalizando cerca de 16 clientes em diferentes estágios de implantação”, explica Alberto Menache, CEO da Linx.

 

 

Em 2020, o cenário tende a ser mais desafiador. Com a disseminação do novo Coronavírus (COVID-19) no Brasil e na América Latina, colocamos em prática um plano abrangendo diversas medidas preventivas necessárias para minimizar os efeitos da pandemia, como: criação de um Comitê de Crise; definição de home office para todos os colaboradores desde de 16 de março; e suspensão ou postergação das viagens de negócios nacionais e internacionais. Além do olhar para nosso público interno, também intensificamos iniciativas e ofertas ligadas à transformação digital do varejo, como por exemplo, soluções de e-commerce customizadas e delivery nos restaurantes (Delivery App), apoiando ainda mais o varejo brasileiro nesse momento.

 

 

 

>> Panorama