>> Mercado

Estudo indica que 76% dos prestadores de serviço de campo já trocaram o desktop

Por: Redação, ⌚ 12/11/2020 às 16h26 - Atualizado em 12/11/2020 às 16h32

Pesquisa aponta para a adoção de tecnologias como machine learning e realidade aumentada nos próximos cinco anos


A Zebra Technologies Corporation acaba de divulgar o estudo O Futuro das Operações de Campo 2025. A pesquisa indica que 76% dos prestadores de serviço de campo já trocaram o desktop por dispositivos móveis. Em 2025, 93% deles usarão tablets e computadores robustos.


Os achados têm como base entrevistas com mais de 1200 tomadores de decisão do mundo inteiro, inclusive do Brasil, dos setores de telecomunicação, construção, agricultura, mineração e manufatura. Os executivos apontam como os principais desafios do mercado otimizar tempo de resposta, manter-se dentro do planejado e implementar e se adaptar a novas tecnologias.


“Apesar de ser parte do desafio, a expansão do uso de tecnologias móveis é também essencial para a responder aos obstáculos apontados pelos entrevistados. Ao deixarem fluxos de trabalho de campo mais eficientes, os dispositivos móveis otimizam a prestação de serviço como um todo e resultam em uma experiência melhor para o consumidor”, explica o presidente da Zebra Technologies no Brasil, Vanderlei Ferreira.


Os números do estudo comprovam os efeitos positivos: 54% dos entrevistados que já implementaram a tecnologia móvel acreditam que o uso de dispositivos como smartphones, tablets e impressoras aumenta a produtividade. Maior precisão e disponibilidade de equipes também são mencionados como benefícios importantes.


Além disso, o estudo contempla os planos de modernização das empresas para os próximos cinco anos, que serão impulsionados pela disponibilização de redes móveis 5G. Os dados apontam para as principais tendências de curto prazo: até 2025, 95% das empresas ouvidas pretendem trabalhar com monitoramento e prestação de contas remotos, 91% com análise avançada ou preditiva, 89% com machine learning, 84% com realidade aumentada e 75% com veículos autônomos.


A pesquisa ainda indica os principais benefícios da adoção da tecnologia móvel. Aumento da satisfação das equipes é mencionado por 47% dos respondentes, menores custos operacionais por 43% e menor exposição a riscos por 35%. As funções mais importantes viabilizadas por meio dos aparelhos, de acordo com os executivos, são email, acesso a bases de dados em tempo real e gestão de incidentes.


Energia, água e gás


O Futuro das Operações de Campo 2025 traz também um recorte focado em empresas de energia, água e gás, áreas em que o acesso a dados em tempo real é vital para a execução exitosa de fluxos de trabalho urgentes. O estudo mostra que 73% dos entrevistados que atuam nesses setores consideram que suas empresas priorizam o uso de dispositivos móveis. Atualmente, quase 50% das companhias adotam tablets robustos – no próximo ano, o número deve aumentar para 80%. Enquanto isso, smartphones robustos são empregados por 41%, aumentando para 76% daqui a um ano.


“Quando as empresas aliam conexão móvel de alta velocidade com dispositivos móveis robustos, é possível manter serviços essenciais de forma ininterrupta, segura e eficiente”, conclui Ferreira. “No final do dia, funcionários trabalham de maneira mais segura e se sentem mais satisfeitos, enquanto os clientes recebem um serviço cada vez melhor”, completa.

>> Panorama