>> Mercado

Como garantir a segurança dos dados em um universo IoT?

Por: Redação, ⌚ 25/03/2022 às 12h55 - Atualizado em 25/03/2022 às 12h56

As empresas devem ser capazes de proteger seus dados de IoT e, se houver uma violação ou tempo de inatividade, elas devem ser capazes de restaurá-los o mais rápido e eficientemente possível


Por Caio Sposito


Se você acha que o número de dispositivos IoT aumentou significativamente, então projete como a quantidade de dados que eles produzem cresceu. O aumento maciço de dispositivos IoT está gerando um enorme aumento de dados. De carros conectados e rastreadores de fitness a casas inteligentes e fábricas, nossas vidas e locais de trabalho estão repletos de dispositivos IoT.


Ao todo, agora existem bilhões destes IoT em todo o mundo, e eles estão gerando dados pelo zettabyte (que simplesmente é o número um seguido por 21 zeros). Todos esses dados expandiram muito a superfície de ataque, tornando mais difícil para as empresas se protegerem. Como resultado, a IoT é hoje uma grande oportunidade para hackers, apresentando-os com uma mina de ouro de dados e muitos novos pontos vulneráveis que podem não ser adequadamente seguros ou, pior, nem mesmo são conhecidos.


Os dispositivos IoT agora gerenciam nossos negócios, executam nossos eletrodomésticos e controlam nossos sistemas de saúde. Qualquer perda de funcionalidade ou dados desses dispositivos pode impactar significativamente os negócios — mesmo na vida humana — do que qualquer sistema de computação que veio antes.


As empresas devem ser capazes de proteger seus dados de IoT e, se houver uma violação ou tempo de inatividade, elas devem ser capazes de restaurá-los o mais rápido e eficientemente possível. Se não puderem, podem estar colocando em risco a própria sobrevivência do negócio.


A Arcserve aponta três maneiras de proteger com sucesso os dados de IoT e evitar perdas:


1. Obtenha visibilidade em todos os seus dispositivos IoT


O maior problema com a segurança do dispositivo IoT está no fato de que eles não são seguros por natureza. A maioria é desenvolvida tendo em mente facilidade de uso, preço baixo e conectividade, não possuindo controles de segurança incorporados. Atualizações e patches são raros, o que significa que eles são um alvo atraente para hackers.


O primeiro passo para uma melhor segurança é saber o número exato de dispositivos IoT em sua rede e manter um inventário detalhado de todos os ativos conectados, para estabelecer uma segurança robusta de senha. Muitos dispositivos vêm com senhas predefinidas fracas, portanto, toda vez que um dispositivo IoT estiver conectado à sua rede, certifique-se de redefinir a senha instalada com uma mais complexa e segura.


Também é fundamental implementar um programa de gerenciamento de patches. Ao contrário da maioria dos sistemas de TI, os dispositivos IoT não recebem atualizações regulares de software para corrigir falhas de segurança. Isso significa que cabe a você estabelecer uma estratégia regulamentada de upgrade de gerenciamento de patches para evitar a perda de dados.


2. Dobre a proteção de dados


Outro meio essencial para proteger os dados de IoT é a estratégia de proteção de dados 3-2-1-1. A estratégia orienta que você tenha três cópias de backup de seus dados em duas mídias diferentes (como disco e fita), com uma dessas cópias localizadas fora do local para uma melhor recuperação de desastres. O último nesta equação é o armazenamento de objetos imutáveis. O armazenamento de objetos imutáveis protege os dados de IoT continuamente tirando instantâneos dele a cada 90 segundos. Com instantâneos imutáveis, organizações com dispositivos IoT podem evitar o tempo de inatividade e garantir a entrega suave e ininterrupta de serviços e operações — mesmo durante um ataque de desastre ou ransomware.


3. Escolha os parceiros certos


O cenário de IoT está mudando rapidamente, com muitos novos dispositivos chegando ao mercado todos os dias. Assim, é crucial selecionar fornecedores e parceiros de armazenamento/recuperação de dados que são ágeis e sofisticados o suficiente para se adaptar às mudanças e manter os dados seguros.


Isto fale não só para as grandes, mas também para pequenas empresas. Gerenciar esses dados e recuperá-los em tempos de crise é de vital importância para que seu negócio volte a funcionar, independentemente do seu tamanho.


Uma observação final: quando a internet surgiu, as empresas descobriram pela primeira vez que ela produz um monte de dados. Então elas aprenderam o quão valiosos esses dados são para depois se preocupar com a proteção destes dados. IoT está seguindo a mesma trajetória. Pode ser um importante diferencial competitivo para a empresa compreender o quão vital é proteger os dados produzidos pelos dispositivos IoT em sua rede.


*Caio Sposito, Country Manager para o Brasil da Arcserve




>> Panorama