>> Mercado

76% das empresas brasileiras esperam implementar o 5G em até 5 anos

Por: Redação, ⌚ 04/05/2022 às 18h13 - Atualizado em 04/05/2022 às 18h50

Estudo aponta ainda que as expectativas para a implementação de 5G na América Latina são mais altas para o médio prazo (de três a cinco anos), com interesse médio e alto totalizando 76% no Brasil


À medida que o 5G avança no país, crescem as idealizações de tecnologias disruptivas para auxiliar as empresas a contornarem desafios. De acordo com o IoT Snapshot 2022, estudo da Logicalis, a disseminação da nova rede tem capacidade para potencializar soluções de IoT para os mais diversos setores e aspectos da estratégia corporativa e tem sido cotada como um dos principais investimentos das companhias nos próximos anos.


A pesquisa, realizada entre agosto e setembro de 2021 com 255 executivos da América Latina, revela que as expectativas para a implementação de 5G na região são mais altas para o médio prazo (de três a cinco anos), com interesse médio e alto totalizando 76% no Brasil e 69% nos demais países, frente aos números equivalentes à possibilidade de adoção da tecnologia hoje, de 40% e 49%, respectivamente.


Entre as características mais atrativas da nova tecnologia está a maior velocidade, de acordo com 79% dos executivos brasileiros. Para os entrevistados hispano-americanos, o aspecto que mais chama a atenção é a maior capacidade de conexões simultâneas, apontada por 74% dos respondentes. Também se destacam menor latência / melhor controle online de operações (75%) e maior capacidade de conexões simultâneas (71%).


O 5G é esperado como um alavancador da internet das coisas, na medida que suas características de maior banda, baixa latência e possibilidade de conexões massivas são muito aderentes com os casos de uso de negócios que vêm sendo desenvolvidos no contexto de IoT.


Entre elas, a gestão de monitoramento de sensores, veículos autônomos, comunicação de resposta rápida e serviços de elevada transmissão de dados, permitindo que as plataformas de IoT alcancem outro patamar, além de abranger soluções de multimídia imersiva, telemedicina, digital supply chain e outras.

>> Panorama