>> Mercado

48% dos CEOs do Brasil classificam sustentabilidade como principal desafio nos próximos anos

Por: Redação, ⌚ 27/05/2022 às 11h57 - Atualizado em 27/05/2022 às 11h57

Levantamento revela que embora 68% dos CEOs brasileiros relatem implementar ações e funções de sua estratégia de sustentabilidade, poucos fazem isso em toda a sua empresa


Um novo estudo do IBM Institute for Business Value revelou que a sustentabilidade está se tornando um tópico crítico dentro dos compromissos corporativos e que os CEOs reconhecem o assunto como fundamental nos negócios, além de um fator de crescimento. No entanto, à medida que os CEOs enfrentam cada vez mais pressão do conselho e investidores, a falta de insights de dados confiáveis está prejudicando a sua capacidade de agir. 


O estudo anual da IBM com CEOs, Lidere o seu impacto: caminhos práticos para conquistar a sustentabilidade transformacional, que entrevistou mais de 3000 mil CEOs no mundo todo, apontou que 48% dos entrevistados no Brasil classificam a sustentabilidade como desafio máximo para suas empresas, um aumento de 65% desde 2021. E embora 68% dos CEOs brasileiros relatem a realização de algumas ações e iniciativas de sua estratégia de sustentabilidade, apenas 24% deles dizem executar essa implementação em toda a empresa.


“O estudo mostra claramente que os CEOs na América Latina estão comprometidos em tirar do papel suas estratégias de sustentabilidade, em um nível muito semelhante aos seus colegas em outras regiões”, disse Luis Fernando Padilla, General Manager de IBM Consulting na América Latina. “No entanto, os desafios relacionados a um ROI incerto, falta de insights de dados e barreiras tecnológicas estão dificultando e desacelerando os avanços e o alcance de seus objetivos”.
 

Para Fausto Ribeiro, CEO do Banco do Brasil e participante do estudo da IBM, CEOs transformacionais e operacionais enxergam a sustentabilidade como uma oportunidade de negócio e, por isso, criam e implementam estratégias que se difundem pela empresa. “Incorporamos a sustentabilidade em nossa estratégia corporativa e, por isso, ela está presente na dinâmica do nosso cotidiano, refletindo na estratégia de negócios, gestão de riscos e planos operacionais de nossas unidades”, explica.


As principais descobertas do estudo incluem:


Os CEOs dizem que a sustentabilidade está ganhando mais destaque em suas agendas e acreditam que ela pode ajudar a promover o desempenho dos negócios:


• Metade dos CEOs na América Latina diz que ampliar a sustentabilidade é uma das principais prioridades para suas empresas nos próximos dois a três anos, frente a 37% em 2021.


• Quase 61% dos CEOs entrevistados na América Latina dizem estar diretamente envolvidos na definição da estratégia de sustentabilidade de sua empresa.


• 84% dos CEOs da região acreditam que os investimentos em sustentabilidade de suas empresas produzirão melhores resultados de negócios nos próximos cinco anos, e 51% dos CEOs brasileiros acreditam que a sustentabilidade vai acelerar o crescimento dos negócios. 


Há um aumento da pressão das partes interessadas, porém a falta de insights de dados e barreiras tecnológicas são um empecilho:


• 48% dos CEOs entrevistados no Brasil citam que a sustentabilidade está entre seus maiores desafios a serem enfrentados nos próximos dois a três anos, um aumento de 65% comparado a 2021.


• Os CEOs brasileiros relataram ter enfrentado a maior pressão vinda dos membros da diretoria (77%), seguida por investidores (64%) e órgãos reguladores (62%).
 

• Quase 57% dos entrevistados no Brasil listam o ROI incerto e os benefícios econômicos como um desafio crucial para alcançar os objetivos de sustentabilidade, seguidos por falta de insights de dados (41%) e complexidade do ecossistema (34%).
 

• 30% dos entrevistados do País também identificam as barreiras tecnológicas ao implementar a sustentabilidade em sua empresa.


• Apenas 43% dos CEOs brasileiros disseram contar com as pessoas e habilidades certas para executar sua estratégia de sustentabilidade.


Os CEOs estão colocando os planos em ação, mas, ainda assim, não estão incorporando estratégias de sustentabilidade em toda a sua empresa:


• Os entrevistados indicam que os investimentos em sustentabilidade por parte dos CEOs mais do que dobrou como uma porcentagem da receita ao longo dos últimos cinco anos.


• 73% dos entrevistados no Brasil estão confiantes de que alcançarão suas metas de sustentabilidade, e apenas 20% dos CEOs do país acreditam que não seria possível alcançar as metas anunciadas pelo governo para o seu setor.


• 68% dos CEOs do Brasil relatam implementar alguns aspectos ou funções de sua estratégia de sustentabilidade. Porém, apenas 24% dizem implementar suas estratégias de sustentabilidade em toda a empresa.

>> Panorama