>> Indústria

Grupo Terral Agro investe em plataforma para entrar no varejo

Por: Redação, ⌚ 14/12/2020 às 17h05 - Atualizado em 08/01/2021 às 17h31

Companhia aposta nos recursos de gestão da plataforma para adquirir mais robustez e segurança operacional em seus controles gerenciais. Iniciativa está alinhada com a nova estratégia da Terral Agro, que acaba de ampliar sua atuação e passa a comercializar no varejo cortes especiais de carnes e água de coco


O Grupo Terral Agro ampliou a sua atuação para a comercialização no varejo de cortes de carnes especiais com certificação Angus e de água de coco engarrafada sem conservantes, a Terra Coco. Para esta expansão, a empresa investiu na atualização da plataforma SAP de seu frigorífico e de sua planta de água de coco, garantindo maior robustez e segurança operacional em seus controles gerenciais. O projeto foi conduzido pela AdopTI, que tem forte atuação no mercado brasileiro de agronegócios.


Também foram construídos um frigorífico em Motuca (SP) e uma fábrica de envase de bebida natural em Carneirinho (MG), ao lado da plantação de coco. Segundo o Diretor Financeiro da Terral Agro, Júlio Ponte, a expansão dos negócios está focada na verticalização dos segmentos já existentes na empresa e na horizontalização para outros ramos. “Aproveitamos a experiência que temos na pecuária e nas atividades perenes, como o citrus, e inovamos ao nos aproximarmos mais do consumidor final”, avalia o diretor. A distribuição dos produtos está focada nos grandes centros, a partir de São Paulo.


Nesta expansão, a empresa buscou automatizar seus processos e obter uma melhor gestão da operação. “Prezamos por uma solução completa, integrada, robusta, segura e intuitiva sob o ponto de vista operacional, portanto usabilidade foi uma pauta exaustivamente tratada durante o desenvolvimento do projeto”, ressalta.


Passo a passo da atualização do sistema


O projeto SAP, que teve duração de 16 meses, contou com oito módulos que contemplaram praticamente todas as áreas da empresa, tais como recepção do gado, estoque de matéria-prima, processamento, subprodutos, armazenagem, controle de qualidade, estoques do produto acabado, rendimentos operacionais, painéis concentradores operacionais e medidas de contingência.


“O projeto envolveu os processos de Suprimentos, Vendas e Distribuição, Financeiro, Controladoria, Produção, Manutenção Industrial, Qualidade e Fiscal, permitindo aprimorar a performance operacional e o fluxo de informação em todo o processo industrial”, explica o Diretor Executivo da AdopTI, Marcos Pazeto.


A plataforma agilizou os processos de backoffice nas rotinas diárias, mensais e anuais em todo o processo produtivo da companhia. Além disso, a melhoria implementada no sistema do Frigorífico Terral Agro contribuiu com a automatização de todos os processos operacionais, desde a entrada do gado até o produto final, envolvendo os processos de balança online e offline, produção, armazenamento, embalagem e faturamento, atendendo todo o processo de rastreabilidade e inclusive todas as exigências do SIF (Serviço de Inspeção Federal), do Ministério da Agricultura. “Estimamos que com a nova capacidade instalada, serão processados cerca de 50 mil animais por ano e essa automatização contribuirá para o plano de expansão e crescimento da empresa no setor”, afirma Ponte.


O projeto SAP para a fábrica de água de coco envolveu todo o processo produtivo, desde a entrada da matéria prima com a rastreabilidade da origem, total controle de qualidade e processamento de subprodutos e produto final. “Focamos nos processos de Suprimentos, Vendas e Distribuição, Financeiro, Controladoria, Produção, Qualidade e Fiscal, otimizando o controle da operação e a gestão da informação em todo o processo industrial”, explica Pazeto.


Foco no varejo


A Terral Agro tem 1.650 colaboradores, que cuidam dos 18 mil hectares de terra com laranja, bovinos, coco e cereais. A laranja recebe na Terral todos os cuidados fitossanitários e tecnológicos necessários, desde a formação da muda, incluindo o preparo do solo, o plantio e o manejo, até a colheita e o transporte. As áreas dedicadas à pecuária e aos cereais são desenvolvidas de acordo com um manejo integrado, produzindo pastagens e grãos de forma rotativa e gerando alimentação de altíssima qualidade e origem 100% vegetal para os bovinos.


A nova planta em Motuca atende aos critérios de humanização do processo de abate. Em Carneirinho, a empresa tinha há anos uma área com plantação de coco e resolveu expandir o plantio para outra propriedade, onde montou um viveiro de mudas próprias.


De acordo com Ponte, a empresa investe no que há de melhor para entregar excelência em seus produtos. “Para garantir a qualidade e rastreabilidade do gado, a Terral forma seu próprio rebanho a partir do controle rígido das matrizes. A empresa adotou o uso de brincos eletrônicos em todo seu plantel, eliminando a marcação a ferro. Os bezerros recebem cuidados especiais para que tenham um desenvolvimento saudável junto à matriz”, ressalta.


Terra Coco, a marca da água de coco produzida pela empresa, tem o engarrafamento feito em Carneirinho, com rígidos padrões de qualidade. A produção é feita com frutos de qualidade diferenciada, em solo preparado especialmente para uma água rica em sabor e nutrientes. A água de coco Terra Coco é resultado do cuidado desde as mudas, o plantio e o cultivo do coco. É um produto 100% natural, sem qualquer tipo de aditivo, que mantém todas as propriedades da água in natura e que chega ao mercado em garrafas de vidro, totalmente recicláveis.

>> Panorama