>> Governo

Dataprev implanta soluções para beneficiar os cidadãos durante a pandemia

Por: Redação, ⌚ 03/02/2021 às 14h56 - Atualizado em 03/02/2021 às 14h57

Parceira do Governo Federal, empresa atuou no processamento dos dois principais programas de assistência, renda e emprego deste ano: Auxílio Emergencial e BEm


Os times de especialistas em Tecnologia da Informação da Dataprev trabalharam em diversas ferramentas para atender a população brasileira durante a pandemia da Covid-19. Além do processamento dos dados dos principais programas de assistência, renda e emprego do Governo Federal – Auxílio Emergencial, BEm e Aldir Blanc –, a empresa atuou ainda na transformação digital dos serviços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no combate à fraude em benefícios previdenciários e, ainda, em soluções de gestão para o Poder Judiciário.


Ao longo do ano, devido à pandemia, também foram realizadas adaptações nos sistemas previdenciários existentes para permitir, por exemplo, o pagamento antecipado do 13º salário; suspensão de procedimentos como prova de vida e malha fina do BPC e o aumento da quantidade de parcelas do empréstimo consignado, entre outros.


Todas as tarefas foram executadas de forma paralela à execução mensal de uma das maiores folha de pagamentos de benefícios previdenciários do mundo. Atualmente, são contemplados 36 milhões de brasileiros da Previdência. Durante o ano, a empresa também implementou adequações necessárias da Nova Reforma aos sistemas existentes.


Os desafios tecnológicos superados pelas equipes técnicas da Dataprev contaram com a dedicação de todas as áreas de atuação da empresa, desde o Desenvolvimento, Infraestrutura, Negócio até a Governança e Jurídica. “Os trabalhos contribuíram para a implementação das Políticas Públicas do Governo Federal e atenderam empresas, cidadãos e trabalhadores do País”, destacou o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto.


Transformação Digital



No Eixo Transformação Digital, foram executadas 15 implementações de produtos para atender os cidadãos, por meio de acesso aos aplicativos mobile ou em ambiente da internet. Dois aplicativos desenvolvidos e mantidos pela Dataprev estão disponíveis à população: ‘Meu INSS’ – que possui 90 serviços do Instituto; e a Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital), onde o trabalhador tem acesso a todos os seus registros laborais


Neste ano, ambas ferramentas receberam reconhecimentos. A CTPS Digital, com 29,5 milhões de usuários únicos, por exemplo, ganhou em primeiro lugar no concurso promovido pela Enap na categoria Inovação em Serviços ou Políticas Públicas no Poder Executivo Federal. Também recebeu o Top 3 de serviços de governo do prêmio IBest.


Já o ‘Meu INSS’, que conta com mais de 6,4 milhões de usuários ativos, foi congratulado pela Associação Internacional de Seguridade Social (IASS) no Prêmio de Boas Práticas das Américas 2020. Em maio, por meio da tecnologia de Inteligência Artificial, a Dataprev disponibilizou um chatbot – assistente virtual Helô – no aplicativo para tirar dúvidas dos segurados. Foram mais de 7,2 milhões de atendimentos em 2020, com média de um milhão por mês.


Ainda no Meu INSS, em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD/ME) e o Serpro, está em implantação o reconhecimento facial da prova de vida na ferramenta.


Ambas soluções estão alinhadas com a Política de Transformação Digital do Ministério da Economia.


Combate à fraude em benefícios previdenciários


Em novembro, a Dataprev apresentou a solução Sniper no “Encontro de Integridade e Combate a Fraudes”, promovido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


A plataforma reúne tecnologias como Big Data, Machine Learning, Analytics e Inteligência Artificial focadas na construção de trilhas de cruzamento de grande volume de dados que permitem identificar padrões de desvios na concessão de benefícios. R$ 58 milhões de pagamentos no Seguro-Defeso foram bloqueados após análise do Sniper. A experiência piloto foi realizada com a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP).


Recentemente, o órgão também suspendeu 31.903 Licenças de Pescador Profissional Artesanal que apresentavam indícios de fraudes no benefício.


Processamento de benefícios



Já no Eixo Pandemia, houve destaque para atuação de três programas da União, além dos serviços disponibilizados/adaptados aos segurados do INSS. No Auxílio Emergencial, a primeira plataforma foi desenvolvida em 15 dias pelas equipes de especialistas da empresa. Ao todo, foram implementados 18 módulos tecnológicos no Portal de Consultas do Programa, criado para dar transparência aos cidadãos e aos órgãos de fiscalização e controle.


Entre abril e dezembro, foram processados 150,6 milhões de requerimentos. Neste período, o programa considerou elegível 68,1 milhões de pessoas. E os recursos da União chegaram até 118,9 milhões de cidadãos – número engloba os elegíveis e os membros das suas famílias. Já na extensão do Auxílio Emergencial, foram contemplados mais 57,3 milhões de brasileiros elegíveis, alcançando 103,8 milhões de pessoas (requerentes e família beneficiada).


O Ministério da Cidadania é o órgão gestor dos programas e faz as autorizações de pagamento, bloqueios e cancelamentos dos benefícios. Acesse aqui o último balanço do programa


Dados atualizados até 11 de dezembro mostram que Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia permitiu 20.005.845 acordos entre 9.829.307 empregados e 1.463.948 empregadores no Brasil. Até o momento, o programa desembolsou R$ 31,3 bilhões. 


Na Lei Aldir Blanc – também conhecida como Auxílio dos Artistas – a empresa disponibilizou módulo tecnológico para os gestores municipais confirmarem se artistas e espaços culturais estavam aptos e cumpriam os requisitos da legislação para receber os recursos emergenciais do setor. Foram realizados 122 mil requerimentos durante o ano

>> Panorama