>> Finanças

50% das compras com Pix no e-commerce expiram antes de serem concluídas

Por: Redação, ⌚ 07/07/2022 às 15h58 - Atualizado em 07/07/2022 às 15h58

Segundo levantamento, a ferramenta já tem aceitação de 74,6% do comércio eletrônico. Há cerca de um ano, o valor era de somente 17%.


Desde o seu surgimento, o Pix tem sido um sucesso entre consumidores e lojistas, com os números comprovando sua ampla adesão no mercado. No mês de maio, o método bateu recorde de transações em um único dia, somando mais de R$73 milhões. No e-commerce, a modalidade vem ganhando cada vez mais espaço — segundo levantamento da consultoria GMattos, a ferramenta já tem aceitação de 74,6% do comércio eletrônico. Há cerca de um ano, o valor era de somente 17%.


Mas, apesar de suas vantagens, as características do Pix também fazem com que exista uma alta taxa de compras não concluídas com o método de pagamento. Segundo a startup Appmax, aproximadamente 50% das vendas realizadas no formato não são finalizadas.


“Os códigos aleatórios gerados pelo e-commerce para o pagamento via Pix valem por 30 minutos. De certa forma, isso faz com que o meio de pagamento seja melhor do que o boleto, que envolve etapas adicionais, incluindo a espera de alguns dias para a confirmação da compra. Mesmo assim, ainda fica a dúvida se o cliente realmente vai prosseguir com o pagamento antes de o código expirar, já que, na fricção de último momento, entre a geração do código e a abertura do aplicativo do banco, dá tempo para o comprador mudar de ideia ou se envolver em algum imprevisto que o distrai — ele pode receber uma mensagem importante, ter de atender a uma ligação ou dar atenção ao filho, por exemplo ”, comenta Betina Wecker, VP de Novos Negócios e cofundadora da Appmax. 


Outros motivos responsáveis pela taxa de desistência são a dificuldade para a utilização do Pix por alguns usuários pouco adaptados às ferramentas digitais, por se tratar de uma tecnologia relativamente nova, além de problemas nos aplicativos do banco. 


Uma estratégia para recuperar essas vendas que não foram concluídas é oferecer descontos e vantagens para seus clientes. “Aqui na Appmax, oferecemos uma funcionalidade específica para recuperação de vendas com Pix expirado. Todos os clientes que geram um código e não finalizam o pagamento dentro do prazo recebem o contato dos nossos vendedores especializados, visando reverter essa desistência de compra. Na maioria dos casos, o problema que impediu o pagamento pode ser contornado pela nossa equipe”, explica Betina Wecker.


O serviço também é utilizado para recuperação de carrinhos abandonados e de compras que tiveram seu pagamento com cartão recusado, sendo capaz de aumentar o faturamento do comerciante em até 110%. Para conquistar o cliente nesse novo contato, a especialista da Appmax sugere que os lojistas configurem ofertas especiais, como descontos, brindes, frete grátis e pacotes promocionais. “Com essa estratégia, além de não perder nenhuma compra, o empreendedor ainda tem a oportunidade de gerar novas vendas e conquistar o cliente com uma experiência de atendimento personalizado”, reforça a VP de Novos Negócios.

>> Panorama