>> Destaque - Finanças

Quarta fase do Open Banking entra em vigor nesta semana com novidades

Por: Redação, ⌚ 17/12/2021 às 15h12 - Atualizado em 17/12/2021 às 15h49

Nesta fase, será permitido o compartilhamento de informações sobre produtos de investimentos, previdência, seguros e câmbio


Na quarta-feira (15), entrou em vigência a quarta fase de implementação do Open Banking, onde permite que as instituições financeiras compartilhem dados de produtos relacionados a investimentos, seguros, previdência e câmbio, expandindo o tráfego de informações. De acordo com o Banco Central (BC), até o momento, o sistema financeiro já dispõe de um milhão de autorizações para o compartilhamento de dados.


Em conformidade com o cronograma divulgado pelo BC, as instituições financeiras  precisam registrar as interfaces encarregadas pela transação de dados, devidamente certificadas, até o dia 25 de março de 2022, no Diretório de Participantes das APIs relativas a produtos e serviços do Banco Central.


Everton Arantes, CEO da Prime Control destaca que esse último estágio de implementação deve ocasionar grandes desafios para as instituições financeiras no que diz respeito aos processos de qualidade de software do Open Banking. “Nesta fase, entrarão várias outras especificações no escopo, ampliando o fluxo de dados nas APIs e é possível observar uma complexidade muito alta nos requisitos, nas normas e diretrizes. Tem um conjunto de regras, SLA’S e aspectos de segurança muito fortes para serem tratados”, comenta Arantes.


Dividida em duas etapas, a quarta fase agregará ao Open Banking, em 2022, dados financeiros pessoais dos usuários que compreendem câmbio, previdência complementar aberta, investimentos e seguros.


“Com a fase 4, o open banking inicia o compartilhamento de um conjunto de informação além de produtos e serviços bancários tradicionais, o que marca o início de sua migração para Open Finance”, explicou o Banco Central (BC), em comunicado.


Uma vez obtidas as certificações, o registro deve ocorrer até 4 de março do ano que vem para seguros, previdência complementar aberta e capitalização; 11 de março para serviços de credenciamento em arranjos de pagamento; 18 de março para operações de câmbio; e 25 de março de 2022 para contas de depósito a prazo e outros produtos com natureza de investimento. O cronograma foi divulgado pelo BC na semana passada.


O open banking é a padronização do processo de compartilhamento de dados e serviços financeiros pelas instituições autorizadas a funcionar pelo BC, por meio de abertura e integração de plataformas e infraestruturas de tecnologia. Por meio do sistema, os clientes têm poder sobre as informações levantadas pelos bancos e podem autorizar o compartilhamento a outras instituições.


*Com informações da Agência Brasil

>> Destaques