>> Destaque - Varejo

Peça Rara Brechó implementa plataforma tecnológica para expansão da operação

Por: Redação, ⌚ 05/08/2022 às 11h33 - Atualizado em 05/08/2022 às 11h35

Rede aposta na flexibilidade e escalabilidade do sistema de gestão para apoiar planos ousados de dobrar o número de lojas e faturar R$ 120 milhões ainda em 2022


A rede de brechós Peça Rara, acaba de escolher a CIGAM como fornecedora do sistema de gestão para suas 8 unidades próprias e 38 franqueadas espalhadas pelo Brasil. A rede de franquias faz parte do portfólio do grupo SMZTO – de investimentos em negócios de franquias – e, para apoiar um plano ousado de crescimento, precisava de uma plataforma de gestão robusta, ao mesmo tempo flexível e escalável. A marca nasceu em Brasília (DF) há 15 anos e, atualmente, está presente em 15 estados. O plano é dobrar a quantidade de lojas e faturar R$ 120 milhões em 2022.


Segundo o CIO da companhia, André Grell, a escolha pela CIGAM veio de uma experiência anterior com o ERP da fornecedora gaúcha, e na avaliação do executivo, comprovou ser a melhor alternativa para automação de processos, substituindo o antigo sistema nativo que precisaria ser redesenhado para absorver o impacto da expansão. “Optamos pela plataforma específica para o varejo do CIGAM, e o principal desafio foi criar uma nova cultura interna para modificar processos gerenciais e implantar novos procedimentos”, diz.


O executivo de TI do Peça Rara Brechó revela que foram necessárias diversas avaliações e validações, incluindo testes com outras plataformas líderes de mercado, até que o martelo fosse definitivamente batido. “Estamos num momento estratégico de ampliação da nossa operação e não pode haver erros de cálculo, nesse sentido, a CIGAM entendeu nosso modelo de negócio e trouxe uma proposta completamente aderente ao workflow da empresa, com a segurança de um suporte 24×7”, destaca.


Grell acrescenta que além de trazer as funcionalidades básicas de gestão, o sistema recebeu todas as customizações necessárias, especialmente no que tange às integrações com ferramentas externas e meios de pagamento, dispensando outros fornecedores e centralizando as informações em nuvem.


O contrato entre as empresas foi formalizado no início de junho, dando início à implantação de uma loja piloto e, na sequência, a tecnologia será multiplicada para toda a rede de franquias e filiais. O projeto é que, a partir de julho, a plataforma faça parte do pacote de serviços para novos franqueados, com uma média de quatro licenças por franquia. A Peça Rara atua no modelo de franchising desde 2021. A abertura de uma unidade pede um investimento inicial de R$300 mil (atrelado a metragem quadrada), para um faturamento médio em torno de R$ 190 mil/mês.


Metas e Expectativas


Segundo o CIO do Peça Rara Brechó, a expectativa com o CIGAM é alta. Com o sistema homologado e validado, Grell espera obter relatórios analíticos para otimizar métricas e indicadores gerenciais, como KPIs e outras informações de apoio à tomada de decisões, e destaca a possibilidade do gerenciamento remoto, vantagem para quem tem mais de um ponto de venda da marca. Ele ainda revela que, além da ampliação da rede física, há um projeto embrionário de e-commerce, que deverá ser integrado ao sistema CIGAM.


“Essa é uma etapa além do projeto atual, pois para implantar a loja digital precisaremos de uma gestão madura e consolidada, sobretudo no que se refere a controle de estoque e de fornecedores. Nosso foco agora é a entrega e customização do PDV na nossa loja piloto”, explica.

>> Destaques