>> Destaque - Mercado

O futuro dos ambientes híbridos de trabalho e experiência do usuário

Por: Redação, ⌚ 03/12/2020 às 12h54 - Atualizado em 03/12/2020 às 12h54

TVD, em parceria com a Unisys, reunirá no dia 10 de dezembro às 10h líderes de RH, Tecnologia e Segurança de empresas como Johnson & Johnson, Wickbold, Nespresso e Localiza para debater o novo cenário do home office e o impacto nos negócios com inovação, colaboração e segurança


O home office já é uma realidade nas empresas em todo mundo. Não há como negar que o modelo de trabalho remoto imposto pela pandemia causou grandes impactos nas empresas e na relação com a experiência do usuário.


Para entender esse cenário a fazer um exercício de como será 2021 para empresas e colaboradores, a TVD, em parceria com a Unisys, vai reunir um time de líderes em uma mesa de debate, programada para o dia 10 de dezembro, às 10h.


A live, que terá mediação da jornalista e diretora editorial da TVD, Graça Sermoud, contará com a presença de gestores de TI, RH e Segurança de empresas como Johnson & Johnson, Wickbold, Nespresso e Localiza. As inscrições estão abertas e o foco da discussão serão tópicos como experiência do usuário, inovação, colaboração, Segurança e saúde mental.


Um relatório do Fórum Econômico Mundial apresentou vários insights sobre o futuro do trabalho. Entre os principais pontos está o home office, apontado como “um dos maiores veículos de transformação” no espaço de trabalho.


Uma enquete realizada pelo Great Place to Work Brasil no LinkedIn, feita em julho/2020 com 1085 respondentes, destacou que 51% não têm previsão de retomada presencial do trabalho em 2020. O levantamento aponta ainda que 67% dos executivos de TI de empresas de diversos setores esperam que a política de home office seja permanente ou que, pelo menos, permaneça no longo prazo.


Na mesma pesquisa, 47% dos entrevistados disseram que suas empresas provavelmente reduzirão o espaço físico de seus escritórios. E sob o prisma do usuário, questionados se tivessem a escolha, como preferiria o modelo de trabalho no pós pandemia, 64% responderam que preferem ficar entre casa e empresa.


Ou seja, os modelos híbridos tendem a se consolidar daqui pra frente. Nas últimas semanas, mesmo com uma segunda onda do Covid-19 ameaçando o fechamento dos comércios, empresas e sociedade seguem flexibilizando a quarentena com retorno (parcial ou integral) ao ambiente físico de trabalho.


O que fica de questionamento é, qual será o futuro do trabalho e que tipo de impacto isso causará na experiência do usuário? Indo além das questões, de que maneira TI, RH e Segurança podem desenvolver um papel estratégico para tornar os ambientes corporativos colaborativos, dinâmicos, produtivos, acessíveis e seguros?


Cibersecurity


Ainda na semana que vem, a TVD está organizando mais duas mesas redondas focadas em tecnologia e Segurança da Informação. A primeira, que será realizada no dia 08 de dezembro às 10h, trará o tema que vem preocupando CISOs e empresas ao redor do mundo: ransomware.


O debate, que tem parceria com a Trend Micro, contará com líderes de empresas como Allianz Brasil, CPFL Energia, Serasa Experian, Secretaria da Sáude-SP, Senac-SP, Eurofarma e Cogna Educação.


Já no dia 09, os ataques de negação de serviço DDoS estarão no centro da discussão, com uma dinâmica de mitos e verdades. A mesa redonda, realizada em parceria com a Radware, terá início às 10h e contará com executivos de empresas como Kabum!, Autoglass, Banco Original, OLX, TIVIT e Equinix.

>> Destaques