>> Destaque - Saúde

Hospital de Campanha aposta em sistema de gestão para agilizar os atendimentos aos pacientes

Por: Redação, ⌚ 28/08/2020 às 16h13 - Atualizado em 28/08/2020 às 16h15

Para responder à situação crítica de urgência sanitária, a Digisystem acelerou a implantação do sistema de gestão hospitalar concluindo o projeto em apenas 10 dias. O software utilizado, Tasy EMR da Philips, tem como objetivo promover a eficiência e a agilidade no atendimento aos pacientes, maximizando o recurso disponível para atender com segurança um maior volume de pacientes


Em tempo recorde de apenas dez dias, a companhia brasileira Digisystem em parceria com a equipe interna da unidade, foram responsáveis pela implantação do sistema de gestão de saúde Tasy EMR da Philips, no Hospital de Campanha do Complexo Esportivo do Ibirapuera, inaugurado em maio de 2020, para atendimento exclusivo a casos de baixa e média complexidade, por meio de leitos de enfermaria e estabilização de COVID-19. Com a solução, foi possível aumentar a eficiência e a agilidade no atendimento dos pacientes, gerir a ocupação dos leitos que têm em média, uma permanência de 8 dias por leito. Até o momento, já passaram pela instituição cerca de 2200 pessoas, onde 1590 já receberam alta.


A viabilização do projeto ocorreu em parceria da Digisystem com o Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo (Seconci-SP), responsável pela administração do hospital. O Seconci já é usuário do Tasy EMR em outros hospitais como o de Cotia (HRC), Itapecerica da Serra (HGIS) e Sapopemba (HESAP). Tanto a Philips, como a Digisystem, viabilizaram o projeto sem a preocupação com o retorno financeiro do mesmo.


De acordo com o Diretor Executivo da Digisystem, Mendel Sanger, por tratar-se de um hospital de campanha, haviam dois grandes desafios: o tempo curto de implantação e o treinamento dos usuários (equipes de saúde). “Com uma visão inovadora, o time de consultoria em conjunto com a equipe do hospital utilizou uma abordagem acelerada de implantação que somada ao escopo reduzido, conseguindo viabilizar o projeto em apenas dez dias úteis. No quesito treinamento, disponibilizamos um time 24 horas por dia, por duas semanas e assim conseguimos cumprir este audacioso objetivo”, explica.


Para a infraestrutura, a solução de hosting na nuvem IBM foi escolhida pelas suas características técnicas e pela agilidade de implementação. Recentemente, a Digisystem reforçou sua infraestrutura de tecnologia investindo em nuvem híbrida da IBM e passou a contar com servidores e sistema operacional mais robustos, a fim de aumentar a performance e fortalecer a segurança no ambiente cloud. Para o projeto do Hospital de Campanha, a companhia fornecerá o serviço de sustentação durante os meses do projeto.  


Gestão eficiente


O hospital de campanha do Complexo Esportivo do Ibirapuera oferece atendimento de forma referenciada em uma estrutura de 240 leitos clínicos de baixa complexidade e 28 leitos de estabilização para pacientes críticos, além de sala de descompressão e tomografia. Por meio de uma equipe altamente qualificada composta por mais de 800 colaboradores, entre médicos, enfermeiros e demais profissionais de uma equipe multidisciplinar, a unidade temporária possui recursos tecnológicos de ponta para garantir o atendimento com qualidade e humanização.


O projeto tem como principal finalidade construir um fluxo ágil e seguro dos processos que envolvem o atendimento aos pacientes, selecionando todos os setores envolvidos na jornada do paciente, incluindo a área de apoio e áreas assistenciais. A primeira inclui a farmácia na utilização do controle por código de barras, a internação na implantação da gestão de leitos – fornecendo indicadores em tempo real da ocupação e status- e a integração com o laboratório possibilitando a visualização dos pacientes por toda a equipe assistencial no prontuário único do paciente. Já as áreas assistenciais compreendem as atividades dos médicos e da enfermagem, com a utilização do prontuário eletrônico com o certificado digital, eliminando a utilização de papéis, reduzindo o risco de contaminação dos profissionais e agilizando o acesso às informações.


O Gerente Técnico do Hospital Estadual de Campanha do Ibirapuera, Luiz Sérgio Almeida da Silva, explica que a implantação Tasy EMR em um hospital 100% digital permite que os processos operacionais, principalmente as assistências sejam realizadas dentro uma única ferramenta. “Isso permite uma centralização de todas as informações, otimizando e integrando o trabalho dos médicos e da equipe MULTI assistencial. Os dados gerados e consolidados agilizam significativamente a tomada decisão clínica. Além disso, utilizamos essas informações, para que seja enviado diariamente um boletim médico digital para os familiares desses pacientes, já que não se pode haver visita presencial. Todas essas informações ficam armazenadas no Tasy da Philips”, diz.


Dr. Haertel conta também que o grande diferencial do Tasy EMR é exatamente promover a gestão de todos os dados em tempo real e a facilidade de compartilhar as informações para a tomada rápida de decisão, que é de extrema importância neste momento crítico de atendimento a pacientes acometidos pela COVID-19. Além disso, é através do software que ocorre o compartilhamento dos dados necessários para com os órgãos de Governo.


“Nesse momento que estamos vivenciando a tecnologia deve ser encarada como uma iniciativa estratégica, especialmente em um cenário onde as informações são fundamentais para conhecermos esse nosso inimigo que se chama COVID-19. A agilidade e o fácil acesso aos dados pode ser crucial para a tomada de decisão clínica. Acredito que além de todo o trabalho implantado no Hospital de Campanha do Ibirapuera, o maior diferencial foi o prazo recorde de viabilização do projeto. Menos de 15 dias foi primordial para o sucesso do projeto”, finaliza Luiz Sérgio Almeida da Silva, Gerente Técnico do Hospital Estadual de Campanha do Ibirapuera.

>> Destaques