>> Destaque - Serviços

Globo aposta em tecnologia para projeto de redução do consumo de energia

Por: Redação, ⌚ 03/08/2022 às 13h13 - Atualizado em 05/08/2022 às 11h55

O trabalho de retrofit na iluminação trará redução de aproximadamente 50% no consumo de energia da iluminação dos Estúdios Globo, localizado no Rio de Janeiro, gerando uma economia de 4,25 GWh a menos na conta a cada doze meses


A GreenYellow foi escolhida pela Globo como parceira para o projeto de eficiência energética luminotécnica, dos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro (RJ). O projeto, que teve sua primeira parte entregue em abril de 2022, tem como objetivo diminuir o consumo de energia e padronizar o parque de iluminação do local. A multinacional francesa foi responsável por realizar um trabalho de Retrofit, incluindo a troca de 27.925 lâmpadas e luminárias com tecnologias mais econômicas e modernas.


As duas empresas assinaram um contrato de performance com duração de cinco anos, sendo a GreenYellow responsável pelo investimento, implantação do projeto, locação dos equipamentos e manutenção durante toda a vida do contrato.


Ao longo desse período, a previsão é que o projeto permita a redução de mais de 50% do consumo de energia anual da iluminação em comparação com o que é gasto atualmente, gerando uma economia de 4,25 GWh a menos na conta a cada doze meses. “Com base em nossa expertise, fizemos um estudo muito aprofundado das possibilidades de diminuição no gasto energético no que se refere à iluminação e verificamos um potencial muito grande”, explica Marcelo Varlese, diretor comercial da GreenYellow.


“Essa iniciativa vem totalmente ao encontro com a nossa estratégia ESG, além de aliar a sustentabilidade com redução de despesas, de uma forma harmônica. A GreenYellow nos ofereceu um cenário no qual vamos conseguir reduzir o consumo de energia, sem perder absolutamente nada em termos de qualidade na iluminação das áreas de escritório dos Estúdios Globo. O ambiente contará com um projeto ainda mais moderno’, afirma Thiago Lacerda de La Vega, gerente Sênior de Operação e Missão Crítica da Globo.


Com a implantação dessa primeira etapa do projeto, a Globo deixará de emitir anualmente mais de 420 toneladas de CO2 no meio ambiente, o que equivale ao consumo de mais de 2.100 casas.

>> Destaques