>> Destaque - Varejo

Black Friday pode ser reviravolta nas vendas do Varejo. A tecnologia está preparada?

Por: Redação, ⌚ 28/10/2020 às 15h22 - Atualizado em 28/10/2020 às 15h22

Varejo viveu períodos de tensão com recuo de vendas nas lojas físicas, mas aumento exponencial do comércio eletrônico. Movimento que exige tecnologia, inovação e segurança. TVD reúne líderes do setor para entender o cenário de transformação digital somado com demandas de Segurança, é amanhã (29) às 10h


O setor varejista foi um dos mais impactados pela pandemia causada pelo novo coronavírus. Com lojas fechadas e colaboradores dispensados, o Varejo viveu momentos de tensão no início da quarentena. Por outro lado, o comércio eletrônico conseguiu manter o consumo de pé e está sendo o grande destaque em 2020.


A expectativa é de melhora para as próximas semanas, principalmente com a proximidade da Black Friday, que será realizada no dia 27 de novembro. Segundo a Ebit Nielsen, as vendas do comércio eletrônico na Black Friday 2020 devem crescer 27% em comparação com 2019.


A 42ª edição do relatório Webshoppers, pesquisa elaborada pela Ebit Nielsen, destaca que o comércio eletrônico no país cresceu 47% no primeiro semestre, maior alta em 20 anos. Especialistas acreditam que a Black Friday, em especial, deve trazer uma força extra para o e-commerce a fim de alavancar as vendas e recuperar receitas perdidas durante a restrição social.


Outro levantamento da processadora holandesa de pagamentos, Adyen, aponta que o volume de vendas do varejo físico caiu mais de 80% de janeiro até agosto, sendo que no mesmo período, o e-commerce avançou 60% com destaque para novos consumidores que não tinham o hábito de comprar online.


O Varejo e a Segurança


Se, por um lado, esse movimento do varejo é importante para a economia do país e sustento de muitas famílias brasileiras, por outro, vem chamando ainda mais atenção dos criminosos virtuais, que aproveitam todas as oportunidades para aplicar golpes e espalhar bots maliciosos.


Mesmo não sendo novos, os bots têm capacidades de contornar as ferramentas convencionais de gerenciamento, interrompendo os serviços de aplicativos, roubando dados, espalhando notícias falsas e ameaçando os negócios online. De acordo com o Relatório The Big Bad Bot Problem, da Radware, detalha o quão sofisticado eles se tornaram.


O relatório aponta um crescimento de 10% ano a ano do tráfego geral de bots, mas o tráfego de bots ruins avançou ainda mais, 26%. Os bots sofisticados, que podem imitar o comportamento humano e enganar as medidas de segurança convencionais, respondem por 45% do tráfego de bots ruins.


A pesquisa aponta ainda que o setor de comércio eletrônico é o mais visado por robôs mal-intencionados, seguido por viagens. Para entender todo esse cenário de avanço do e-commerce e os aspectos mais importantes da Segurança, a TVD, em parceria com a Radware, vai reunir nesta quinta-feira (29) líderes do Varejo em uma mesa redonda.


O evento – que está com inscrições abertas – será das 10h às 11h30 e vai contar com um time de peso para debater como as datas mais importantes para o setor estão na mira do cibercrime. De que maneira os líderes estão se preparando para driblar fraudes, roubo de dados e tráfego maliciosos e, ao mesmo tempo, alavancar as vendas na Black Friday?


Participam desse debate, mediado pela jornalista e diretora da Security Report, Graça Sermoud, Gilberto Lima, Information Security Manager da Riachuelo, João Oliveira, Chief Product Officer da GetNinjas, Mario Azzolini, analista de CyberSecurity da Lojas Lebes, Bruno Silveira, head de SI do e-commerce MadeiraMadeira, Mihran Kavedjian, CISO da Netshoes, Clara Cardoso, IT Manager e Head de Inovação do Grupo Aldo, e Alexandre Andrade, country manager da Radware.

>> Destaques