>> Destaque - Finanças

Apostando em tecnologia, Orizon facilita planos de saúde no combate aos desperdícios

Por: Redação, ⌚ 14/08/2020 às 16h48 - Atualizado em 14/08/2020 às 16h48

Com ajuda da tecnologia da MicroStrategy, empresa passou a acessar informações qualificadas em menos de 5 minutos; antes uma mesma análise de dados históricos de mais de 10 anos demorava 15 dias


A empresa Orizon, que tem o maior número de transações no país (150 milhões por ano), busca identificar desvios e eliminar desperdícios no setor de saúde, agilizando a troca de informações entre planos de saúde e prestadores de serviço médico. Mas, isso não é uma tarefa simples, levando em consideração que atualmente é responsável pela autorização de mais de 500 mil procedimentos diários (desde os mais simples até os mais complexos como cirurgias de alta complexidade), que beneficiam 13 milhões de pessoas.


O sistema da Orizon conecta médicos, clínicas, laboratórios e hospitais com planos de saúde, agilizando a troca de informações geradas entre eles. Transações como autorizações de consultas, exames ou internações e pagamentos das operadoras para os prestadores de serviços médicos passam pelo sistema da empresa.  No Brasil, um em cada quatro detentores de planos de saúde privados é impactado por pelo menos um serviço da Orizon.


O ecossistema da Orizon conta com 31 operadoras de saúde em todo o Brasil, 140 mil prestadores e 12 mil farmácias. Portanto, um dos maiores desafios para a Orizon é extrair informações relevantes dos milhões de dados armazenados em um banco de dados que contém todas as transações entre operadoras, farmácias, pacientes e prestadores de serviços de saúde.


Uma estratégia que a empresa busca sempre aprimorar é o apoio à decisão. Com ajuda de Inteligência Artificial, analytics e big data, a Orizon consegue cruzar dados para identificar, analisar e apontar a real necessidade de uma requisição médica. A empresa não decide se um atendimento pode ou não ser realizado, ela apenas levanta informações para apoiar a tomada de decisão dos planos de saúde.


Segundo Luiz Ortiz, CIO da empresa, do ponto de vista de tecnologia, a healthtech tem como grande desafio fornecer um grande número de dados qualificados e enriquecidos aos seus usuários, devidamente anonimizados. Ao mesmo tempo, essas informações relevantes precisam ser realizadas em um menor tempo possível. “Nesse contexto é que a tecnologia da MicroStrategy se torna relevante para o nosso negócio. Conseguimos acessar dados com “zero clique”. Isso representa um avanço que marca o antes e o depois do sucesso na Orizon”, diz o diretor de tecnologia.


Análises bem mais rápidas


A falta de dados de qualidade no setor de saúde sempre foi um desafio a ser superado. Em um setor em que prevaleceram mecanismos manuais, a automação da informação gerou um salto qualitativo.


Enquanto antes da automação, apenas 5% dos dados eram qualificados automaticamente, agora, 85% deles são qualificados automaticamente, podendo compor mais rapidamente um data lake com dados utilizáveis, de forma anonimizada e com total segurança.


Anteriormente, o sistema de informações era acessado por meio de um banco de dados da Orizon e todas as informações eram baixadas em planilha, o que, além de não ser funcional, tinha diversas limitações. Este documento era processado pelos usuários de TI em diferentes formas e documentos para que fosse possível fazer a extração dos dados.


Naquele momento, chegar a um dado relevante implicava em esperar pelo menos 15 dias. Agora, segundo a empresa, com a ajuda da solução MicroStrategy, é possível acessar dados de informações coletadas durante mais de 10 anos de trabalho em menos de 5 minutos. Assim, hoje é possível saber, quase em tempo real, o que acontece em cada processo da empresa.


A tecnologia da MicroStrategy se conecta a qualquer tipo de banco de dados para coletar informações, unificando o acesso e fornecendo análises rápidas. Além disso, com a solução HyperIntelligence, os usuários poderão receber os dados antes mesmo de solicitá-los. Ela mostra, automaticamente e sem a necessidade de cliques pelo usuário, informações essenciais, em formato de cartões, na própria tela do aplicativo para que a tomada de decisões seja mais rápida e eficaz. 


“A inovação digital é fundamental para as empresas transformarem os seus negócios. Capacitar funcionários com insights rápidos e personalizados melhoram a experiência de trabalho”, conclui o diretor geral da MicroStrategy Brasil, Celso Oliveira.






>> Destaques