>> Varejo

Varejistas procuram nuvem híbrida para maior flexibilidade

Relatório ECI da Nutanix mostra que os varejistas preferem arquiteturas de nuvem híbrida para oferecer flexibilidade e segurança

Por: Redação, ⌚ 17/01/2020 às 10h20 - Atualizado em 17/01/2020 às 10h20

A Nutanix, anunciou os resultados do setor de varejo de seu relatório Enterprise Cloud Index Report, que mostra os planos dos varejistas para adotar nuvens privadas, híbridas e públicas. O relatório constatou que a grande maioria deles (87,5%) identificou a nuvem híbrida como o modelo operacional ideal de TI. Também mostrou que muitos varejistas (72%) planejam mover aplicações de nuvem pública de volta para on-premises.

 

Os varejistas reconhecem que a experiência ininterrupta do cliente não é mais somente “uma coisa boa de se ter” – é um fator crítico para conquistar novos clientes e manter os existentes – e a infraestrutura em nuvem flexível é essencial para esta entrega. Um relatório recente da IDC¹ observou que os gastos mundiais em tecnologias de experiência do cliente atingirão US$ 641 bilhões em 2022, demonstrando que o tópico está na vanguarda da estratégia dos líderes empresariais. De acordo com as tendências mais amplas do setor de TI, muitos varejistas também reconhecem os custos completos e de longo prazo da nuvem pública.

 

As descobertas do relatório deste ano incluem:

 

  • Os varejistas se concentram mais na agilidade: diferente do setor de TI em geral, onde o custo é o principal fator, os varejistas classificaram a capacidade de acelerar as implantações de TI (54,3%) como o principal fator para decidir o melhor ambiente de nuvem. Para se adaptar rapidamente às tendências dos clientes em uma era de vendas multicanal em várias plataformas, os varejistas estão liderando para maximizar a flexibilidade da infraestrutura de TI para manter o ritmo.
  • Segurança é algo importante: os dados mostraram que a segurança molda os planos de implantação da nuvem no varejo. Quase dois terços dos entrevistados (63,6%) disseram que a segurança tem influência significativa em suas implantações futuras na nuvem, com a nuvem híbrida identificada especificamente como a mais segura (32%). Na medida em que as regulamentações de privacidade de dados continuam aumentando e se expandindo, os varejistas estão à frente na busca de maneiras de gerenciar com eficiência os dados dos clientes com segurança. Os modelos operacionais de nuvem híbrida oferecem a segurança e a flexibilidade que os varejistas precisam para as mudanças nas políticas.
  • Varejo lidera em aplicações e implantações de IoT em nuvem: sempre inovando para acompanhar as demandas dos clientes, os varejistas superam as médias no uso da nuvem pública para executar aplicações digitais e da Internet das Coisas (IoT). Eles também os executam com mais frequência na nuvem pública do que em outros setores, com cerca de 11% de participação atual de várias nuvens públicas e 19% de participação em uma única nuvem pública.

 

“Manter-se relevante para os clientes de hoje significa ter a infraestrutura de nuvem necessária para adotar experiências de varejo omnichannel“, disse Greg Smith, VP de Marketing de Produto da Nutanix. “Os varejistas usam dados para conectar as experiências de comércio eletrônico e compras na loja, e a única maneira de fazer isso com precisão e eficiência é através de tecnologia flexível e escalável. O aumento das vendas nas plataformas de mídia social também significa integrar o pagamento à experiência do usuário, trazendo segurança e proteção dos dados dos clientes para o primeiro plano. A nuvem híbrida fornece a portabilidade e o controle necessários para trazer os varejistas para a nova era da experiência do cliente”.

 

A base de participantes de 2019 abrangeu vários setores, tamanhos de negócios nas seguintes geografias: Américas; Europa, Oriente Médio e África (EMEA), e região Ásia-Pacífico (APJ).

>> Panorama