>> Varejo

Receita do e-commerce cresce 20% no trimestre

De acordo com o relatório da Salesforce, houve um aumento de 200% na demanda global por bens essenciais, como alimentos e itens de cuidado e higiene pessoal

Por: Redação, ⌚ 08/05/2020 às 15h22 - Atualizado em 08/05/2020 às 16h25

Com as lojas físicas de serviços não essenciais fechadas e o isolamento social estabelecido na maioria dos países, os consumidores tiveram que recorrer às lojas online para fazer suas compras.

 

De acordo com o relatório sobre compras digitais Shopping Q1 Index, realizado pela Salesforce, o primeiro trimestre de 2020 obteve crescimento de 20% na receita global por este meio, 16% no tráfego digital e 4% nos gastos dos compradores (valor médio por visita), em comparação ao mesmo período de 2019.

 

Nos primeiros três meses do ano o número de compradores digitais únicos obteve um aumento de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar do primeiro trimestre ter começado bastante consistente em relação aos anos anteriores, os últimos 15 dias de março registraram um aumento de 41% na receita digital. Esse aumento mostra o impacto da pandemia nas compras online.

 

Aumento na demanda por bens essenciais

 

A demanda por bens essenciais, como alimentos e itens de cuidado e higiene pessoal, cresceu exponencialmente no primeiro trimestre, especialmente entre os dias 10 e 20 de março, quando esse tipo de compra aumentou 200% nos canais digitais.

 

Além dos produtos essenciais, outras categorias aumentaram significativamente as vendas no primeiro trimestre de 2020:

 

  • Bens de consumo doméstico: + 51%
  • Brinquedos e jogos: + 34%
  • Itens de vestuários: + 31%

 

Embora as vendas digitais não supram as perdas com as vendas físicas, elas já estão ajudando a cobrir parte do prejuízo. Segundo o relatório, o movimento de crescente adoção e uso do digital será uma constante mesmo após o fim do isolamento.

>> Panorama