>> Serviços

Everis apresenta estudo sobre automação empresarial para a América Latina

O estudo mostra que 60% dos executivos entrevistados consideram a automação como uma oportunidade de oferecer uma experiência de qualidade

Por: Redação, ⌚ 14/11/2019 às 16h43 - Atualizado em 14/11/2019 às 16h43

A everis acaba de apresentar uma pesquisa sobre transformação digital e automação para a América Latina. Intitulado de “Operações Híbridas Estudo de Mercado 2019”, o estudo apresenta as maneiras como os líderes de indústrias da região abordaram as novas tecnologias e analisa quais foram os desafios enfrentados ao integrá-las em suas operações.

 

 

Entre os desafios que dificultam e retardam a adoção da automação em diferentes áreas de negócio destacam-se o surgimento acelerado de novas soluções tecnológicas cada vez mais sofisticadas, a falta de modelos de melhoria nos processos padronizados e o treinamento técnico e operacional dos colaboradores.

 

 

 

“A transformação tecnológica está permeando as empresas na América Latina em diversos níveis e em diferentes setores. Ao realizar este estudo, constatamos que a adoção dessas iniciativas na região vai além da eficiência, já que 60% dos entrevistados veem a automação como uma oportunidade de oferecer uma experiência de qualidade para cada cliente. Para isso, é necessário implementar processos que nos permitam combinar adequadamente as ferramentas tecnológicas disponíveis com as capacidades humanas, e é aqui que entram as Operações Híbridas”, afirma Carlos Company, sócio-diretor de Business Consulting da everis para as Américas.

 

 

O estudo mostra que os objetivos de longo prazo da automação não estão focados apenas no back office (que é atualmente onde a automação é mais utilizada), já que 45% dos entrevistados mencionaram que os processos de front office têm um maior potencial de benefício direto para o negócio, o que impacta nos planos de implementação das tecnologias de automação para os próximos anos.

 

 

 

Duas conclusões principais deste estudo são que:  a existência de desafios de negócios nem sempre convergentes dificulta a transformação operacional por meio da automação; e  a automação é apenas um dos vários fatores para articular uma arquitetura de sistemas tecnológicos dentro das operações de negócios das empresas da região. “Estas constatações nos mostram que é necessário apoiar os gestores na melhor identificação dos desafios e em como conciliar os interesses das diferentes áreas para viabilizar uma verdadeira transformação digital a fim de aperfeiçoar processos operacionais e estratégicos, otimizar recursos e fomentar os negócios”, reforça Magalhaes.

 

 

>> Panorama