>> Serviços

Engineering assume projeto fiscal do IRB

Projeto que envolve as implementações do SAP TDF integrado à solução DP-FISC 4.0 reduzirá as conciliações entre os universos fiscal e contábil, resultando em um processo mais seguro, ágil e com melhores experiências para os usuários

Por: Redação, ⌚ 13/09/2019 às 16h32 - Atualizado em 13/09/2019 às 16h32

Para dar continuidade à implementação da plataforma de gestão fiscal da SAP, o TDF (Tax Declaration Framework), o IRB Brasil RE, confiou seu projeto à Engineering, companhia global de Tecnologia da Informação e Consultoria especializada em Transformação Digital.

 

 

Devido à complexidade da integração da solução com os módulos específicos do setor de seguros e resseguros, o IRB Brasil Re encontrou na Engineering uma parceira ideal. Isso porque a empresa tem experiência comprovada na solução TDF, inclusive se diferenciando por atuar no setor de seguros e resseguros e, também, possui uma ferramenta complementar homologada e certificada pela SAP, o DP-FISC 4.0, que é focado em automatizações de obrigatoriedades complementares, como o PIS/ COFINS.

 

 

Com a finalização do projeto, juntas, as soluções SAP TDF e DP-FISC 4.0, proporcionarão ao IRB uma melhor performance e uma base fiscal única, uma vez que os sistemas operam integrados, reduzindo interfaces.

 

 

Para César Kazakevicius, head de Tax Solutions da Engineering, o DP-FISC 4.0, integrado ao SAP TDF, promove a agilidade na geração das obrigações fiscais e rápido acesso às informações necessárias aos processos de análise e fiscalização. “Criamos as validações dos documentos fiscais com regras pré-definidas e automatizamos ao máximo as rotinas de apuração de impostos. Com isso, o IRB reduzirá as conciliações entre fiscal e contábil, resultando em um processo mais seguro, ágil e com melhores experiências para os usuários”, acrescenta Kazakevicius.

 

 

Ao todo, as principais obrigatoriedades fiscais e contábeis serão controladas pelo IRB nas plataformas fiscais. Entre elas, Apurações de IRPJ/CSLL e PIS/COFINS, bem como de SPED ECF, ECD e Contribuições, Escrituração Contábil Fiscal e Contábil. “A implantação do TDF e do DP-FISC 4.0 pela Engineering aumentarão, consideravelmente, a nossa eficiência operacional na geração informações fiscais”, finaliza Eder Trindade, gerente de Aplicações para o Negócio do IRB Brasil RE.

>> Panorama