>> Serviços

Axway implementa ecossistema digital nos aeroportos de Milão

Grande operador de aeroportos italiano, SEA, escolheu a plataforma AMPLIFY para criar uma rede de experiências para o cliente, integrando empresas, passageiros, parceiros e outros envolvidos no ecossistema de aeroportos

Por: Redação, ⌚ 13/07/2017 às 14h42 - Atualizado em 13/07/2017 às 14h42

A Axway anuncia que a SEA (Società Esercizi Aeroportuali), grupo que gerencia os aeroportos Milan Malpensa e Milan Linate – um dos dez maiores operadores de aeroportos da Europa em termos de passageiros e tráfego de cargas, optou pela solução de gerenciamento de API da Axway, parte da plataforma Axway AMPLIFY. A solução foi escolhida para ajudar a desenvolver novas aplicações e serviços de forma rápida e eficiente, reduzindo o time to market e melhorando as experiências dos clientes, além de criar novos ecossistemas de compartilhamento de informação dentro da organização e com parceiros externos – o que a Axway chama de redes de experiência de cliente.

 

A SEA possui uma infraestrutura altamente complexa que envolve tanto sistemas de gerenciamento e administração tradicionais como também os diversos tipos de aplicativos de operações e negócios necessários para gerenciamento de aeroportos. Todos esses novos elementos são conectados ao sistema de gerenciamento de API da Axway, que, por sua vez, é integrado com o sistema da SEA.

 

Para alavancar novas oportunidades de negócios e repensar o crescimento e o desenvolvimento de aplicativos dentro de um novo paradigma, a SEA optou pela plataforma Axway AMPLIFY, que foi implementada rapidamente e integrada ao sistema da empresa sem complicações e sem afetar os aplicativos que já estavam em operação. Com isso, a SEA estima reduzir mais de 30% dos custos relativos à implementação ou disponibilidade de aplicativos que são gerenciados, renovados ou desenvolvidos do zero. Um benefício adicional da plataforma Axway AMPLIFY é a função de monitoramento, que garante que serviços de TI operem com eficiência e desempenho.

 

Com o aumento do número de transportadoras, voos e envios de cargas pela Europa, houve, nos últimos anos, uma mudança gradual no modelo de aviação tradicional e de serviços digitais. Com isso em mente, a SEA está se concentrando em iniciativas de transformação digital com o objetivo de garantir mais eficiência e funcionalidade por meio de tecnologias mais modernas que melhoram a qualidade de tempo gasto em aeroportos e serviços disponíveis para passageiros.

 

“Optamos por adotar a plataforma Axway AMPLIFY porque ela responde às necessidades complexas da SEA. Acreditamos no paradigma de API, uma abordagem que vai permitir que alcancemos um time to market eficiente e resiliência de infraestrutura no futuro”, explicou Fabio Degli Esposti, diretor de ICT da SEA. “A plataforma, com sua flexibilidade e adaptabilidade, permitiu que nos reinventássemos e demonstrou ser uma escolha estrutural e tecnológica consistente com os próximos padrões no desenvolvimento de aplicativos”.

 

“Temos orgulho da SEA ter escolhido nossa solução para apoiar sua transformação digital”, conta Nick Ferrante, vice-presidente executivo de Vendas Globais na Axway. “Esse é um setor extremamente complexo e interconectado que envolve muitos parceiros, e acredito que a capacidade da Axway de promover o crescimento rápido e conectar dados de qualquer lugar se mostrará um dos principais fatores para apoiar os novos modelos da SEA no futuro, além de promover um ecossistema inovador de aeroportos digitais”.

 

Futuramente, a SEA vai continuar em busca de uma meta ambiciosa em seu projeto de ecossistema digital inteligente: o SEA020. Com intuito de supervisionar aspectos organizacionais e processuais para a governança operacional do ecossistema, o projeto terá uma abordagem que garante a integração perfeita de novos envolvidos. O Cefriel, o Centro de Excelência de Design ICT da Milan Polytechnic, está ajudando a SEA nessa missão.

 

O aeroporto está se tornando um ecossistema digital que permite a troca de informações, seguindo protocolos consagrados, não apenas entre os diversos envolvidos internos, mas também interagindo amplamente com todo o sistema territorial, coletando informações do mundo externo – incluindo regiões, operadores de turismo, empresas de mobilidade, transportadoras aéreas, territórios, hotéis e outros.

 

>> Panorama