Security Report

Risk Report

   
| Assinaturas  |  Publicidade  |  Newsletter  |
|  Contato |   Busca: 
 |
Panorama
Mercado
Pesquisa
Fusões
Cases
Carreira
Segurança
Comentário
Decision Report
Executive Report


SECURITY LEADERS

PROOF


Você está em: Decision Report - Risk Report -

Uma em cada seis crianças sofre ciberbullying, diz AVG

Decision Report     02/06/2011

De acordo com uma pesquisa realizada pela AVG Technologies, uma em cada seis crianças, com idade entre seis e nove anos, já enfrentou algum tipo de situação agressiva ou mal educada por meio da internet. Conhecido como cyberbullying, essas reações são definidas quando alguém utiliza a Internet com a intenção de ferir ou constranger outra pessoa.

Desenvolvida na Alemanha, Canadá, França, Austrália, Espanha, Estados Unidos, Itália, Japão e Reino Unido, a pesquisa revelou que 47% das crianças entrevistadas têm uma vida "social" ativa na internet, e passam, em média, três horas e meia por semana conectadas.

"Essa pesquisa foi muito interessante, afinal, as crianças estão crescendo em um universo online, o mesmo em que nós, adultos, estamos inseridos. Temos que conversar com nossos filhos. A segurança online é um assunto delicado e deve ser tratado antes mesmo de permitirmos que as crianças tenham acesso a qualquer dispositivo ligado à Internet", comentou JR Smith, CEO da AVG Technologies.

O estudo mostrou que 35% das crianças entre seis e sete anos e 47% entre oito e nove anos conversam com seus amigos online. Na Itália, este número representa 48% e no Reino Unido 47%. Já 25% das crianças na Espanha, 20% no Reino Unido e 19% na Alemanha demonstraram comportamento desagradável nos encontros virtuais, enquanto 4% das crianças do Japão foram mais educadas.

"É preciso incluir uma cultura de segurança e de conscientização. 51% das crianças, entre seis e nove anos, usam algum tipo de rede social, 22% e-mail e 13%, mesmo menores de idade, já tem perfil no Facebook. Nós não ensinamos as crianças que o cinto de segurança é necessário? Da mesma forma, precisamos de ferramentas adequadas para o ensino sobre os riscos na internet. É preciso estar atento", concluiu Smith.

Em relação aos pais, apenas 56% estão cientes do que seus filhos fazem na internet e utilizam algum tipo de programa de segurança no computador, 33% admitiram não ter qualquer controle sobre o computador e 11% ficaram indecisos.

Enviar por e-mail   |   Imprimir texto

 
Analytics não faz milagres na Segurança da Informação
*Leonardo Moreira

Segundo Leonardo Moreira, diretor da PROOF, essas tecnologias não irão substituir os sistemas de proteção conhecidos como tradicionais, tampouco as pessoas necessárias para realizar o trabalho


Copyright © 2015 Risk Report       Todos os direitos reservados.       É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.