27 de Abril | Inscreva-se!

Decision Report - Página inicial

   
| Assinaturas  |  Publicidade  |  Newsletter  |
|  Contato |   Busca: 
 |
Panorama Finanças Governo Saúde Serviços Indústria Varejo
Mercado
Pesquisa
Fusões
Cases
Carreira
Segurança
Comentário
Risk Report
Executive Report


Security Leaders no WTC. Participe!

PROOF




Você está em: Home - Panorama - Mercado -

Intel aposta em TI para inteligência artificial

Decision Report     22/11/2016

A Intel Corporation anunciou novos produtos, tecnologias e investimentos para ampliar e acelerar o crescimento da inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) no AI Day, evento organizado pela empresa em San Francisco, Estados Unidos, para debater o tema e mostrar as últimas inovações. A AI está transformando a maneira com a qual as empresas operam e como as pessoas se engajam com o mundo. A Intel está montando o mais amplo conjunto de opções tecnológicas para fomentar a aplicabilidade da inteligência artificial em diversos segmentos como indústria, drones, esportes, detecção de fraude e até em carros autônomos.

Para Brian Krzanich, CEO da Intel, a complexidade dos assuntos relacionados à inteligência artificial exige um abrangente conjunto de tecnologias para escolher um ecossistema que possa ser ampliado. “A Intel está comprometida com a AI e está fazendo grandes investimentos em tecnologia e recursos para desenvolvedores com a finalidade de levar a AI para as empresas e a sociedade”, explica Krzanich.

Plataforma Intel® Nervana™

A Intel anuncia a plataforma Intel® Nervana™ com foco em alavancar a AI. A solução foi construída para velocidade e facilidade de uso, além de ser a base para soluções AI altamente otimizadas, permitindo que mais profissionais de dados resolvam os maiores desafios do mundo com tecnologia no padrão da indústria.

Atualmente, a Intel equipa 97% dos servidores para data center rodando cargas de trabalho AI e oferece o portfólio de soluções mais flexível e, ainda assim, com alto desempenho. Isto inclui os processadores Intel® Xeon® e os processadores Intel® Xeon Phi™ para mais aceleradores otimizados para a carga de trabalho, incluindo FPGAs (field-programmable gate arrays) e inovações tecnológicas adquiridas da Nervana.

A tecnologia da Nervana será integrada nos planos de produtos. A Intel testará o primeiro silício (codinome "Lake Crest") no primeiro semestre de 2017 e o disponibilizará para os principais clientes no final do ano. Além disso, a Intel anunciou um novo produto (codinome "Knights Crest") no plano que integra os melhores processadores Intel Xeon com a tecnologia da Nervana. O Lake Crest é otimizado especificamente para redes neurais a fim de oferecer o melhor desempenho para uma aprendizagem profunda e oferecer uma densidade computacional sem precedentes com uma interconexão com grande largura de banda.

"Esperamos que a plataforma Intel Nervana produza um desempenho inovador e reduções no tempo para treinar complexas redes neurais", disse Diane Bryant, vice-presidente executiva de Data Center da Intel. "Antes do final da década, a Intel fornecerá um aumento de até 100 vezes no desempenho, que vai turbinar o ritmo da inovação no emergente segmento de aprendizagem de máquinas", avalia a executiva.

Parcerias com Google, Coursera e AI Academy

Intel e Google oficializam parceria estratégica para fornecer uma infraestrutura multi-cloud aberta, flexível e secura para suas empresas. A colaboração inclui integrações tecnológicas focadas nos Kubernetes (containeres), aprendizado de máquina, segurança e IoT.

Para simplificar a implantação, a Intel também fornece APIs comuns e inteligentes que se estendem por todo o portfólio distribuído de processadores da Intel até a nuvem, além de tecnologias incorporadas, como as câmeras Intel® RealSense™ e as unidades de processamento de visão (VPUs, na sigla em inglês) Movidius.

Além disso, a Intel está trabalhando para tornar a AI verdadeiramente acessível. A Intel apresentou a solução Intel Nervana para a AI Academy para um amplo acesso de desenvolvedores a ferramentas e capacitação. Em conjunto com a AI Academy, a empresa anunciou uma parceria com o provedor educacional global Coursera para fornecer uma série de cursos online sobre AI para a comunidade acadêmica.

A Intel também lançou a Kaggle Competition (que chegará ao mercado em janeiro) juntamente com a Mobile ODT onde a comunidade acadêmica pode testar suas habilidades AI para resolver problemas socioeconômicos do mundo real, como a detecção precoce de câncer por meio do uso da AI para imagem.

“A Intel tem a capacidade de oferecer tecnologias cruciais para fomentar a revolução da AI e busca trabalhar em conjunto com grandes players da indústria e mundo acadêmico para potencializar a aplicabilidade da AI na sociedade”, afirma Doug Fisher, vice-presidente sênior de software e Serviços da Intel.

Inteligência artificial na sociedade

Por último, a Intel demonstrou algumas das iniciativas nas quais a empresa está investindo e trabalhando em parceria para ajudar a maximizar o impacto positivo da inteligência artificial no mundo:

• Intel investe US$ 25 milhões no Broad Institute a fim de fomentar a computação de alto desempenho para análise de genomas. Por meio de uma colaboração de cinco anos, pesquisadores e engenheiros de software da Intel e da Broad Center for Genomic Data Engineering construirão as melhores práticas em hardware e software para análise de genomas a fim de possibilitar o acesso e o uso de conjuntos de dados de pesquisa que residem em nuvens privadas, públicas e híbridas.

• A Intel é uma das fundadoras da Hack Harassment, um esforço cooperativo com a missão de reduzir a prevalência e a gravidade do assédio online. A iniciativa consiste em desenvolver um algoritmo inteligente a fim de detectar e deter o assédio online. Com o tempo, esse recurso será lançado como um API de código aberto que poderá ser usado em diversos aplicativos.

• A Intel também tem uma parceria com a National Center for Missing & Exploit Children (NCMEC), uma organização sem fins lucrativos cuja missão é ajudar a encontrar crianças desaparecidas, reduzir a exploração sexual de crianças e prevenir a vitimização de crianças. A Intel está fornecendo a tecnologia AI e consultoria para o centro com o objetivo de acelerar o trabalho crítico de análises do NCMEC para responder aos relatórios sobre exploração sexual de crianças.

Enviar por e-mail   |   Imprimir texto

Mercado - 24/04/2017
Porque a empresa inteligente será o futuro?

Mercado - 20/04/2017
App de mobilidade urbana inicia operação em SP

Mercado - 20/04/2017
Primeiras antenas de IoT são instaladas no Brasil

Mercado - 20/04/2017
Internet das Coisas está cada vez mais perto

Mercado - 19/04/2017
Faturamento da IBM cai pelo 20º trimestre consecutivo

Mercado - 19/04/2017
AWS amplia recursos de analytics

Mercado - 19/04/2017
IoT e a transformação das empresas

Mercado - 19/04/2017
Tecnologia melhora rentabilidade do setor de serviços

Mercado - 19/04/2017
8 motivos para usar um ERP na nuvem

Mercado - 18/04/2017
Qual o papel do data center na transformação digital



Os CEOs e a inovação
*Por Orlando Cintra

Orlando Cintra, da SAP Brasil, fala como a transformação digital é um tema de interesse, investimento e grande preocupação dos executivos. Quem, de fato, faz a ideia disruptiva acontecer dentro da organização?


Copyright © 2015 Decision Report       Todos os direitos reservados.       É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.