>> Mercado

T-Systems Brasil torna-se service provider para nuvem Microsoft

Ofertas de venda e operação das nuvens Microsoft (Azure e Office 365) valem desde o final de 2018

Por: Redação, ⌚ 08/01/2019 às 13h50 - Atualizado em 08/01/2019 às 13h50

A T-Systems acaba de colocar em operação no Brasil uma parceria global com a Microsoft, anunciada em 2018. Com o acordo, a T-Systems Brasil passa a atuar como service provider, comercializando a operando produtos em nuvem da Microsoft, mais especificamente a Azure e o Office 365.

 

“A parceria já era bastante forte na Alemanha e entrou em operação no Brasil em novembro de 2018”, explica o head de desenvolvimento de soluções e alianças da T-Systems Brasil, Leonardo Volkmar. Neste período, entre o fechamento da parceria e sua implementação local, a T-Systems Brasil realizou um trabalho de adequação aos processos da Microsoft e de especialização da equipe nas plataformas do novo parceiro.

 

“A certificação foi feita tanto por nossa equipe de pré-vendas quanto pela equipe de delivery. No Brasil são cerca de 60 pessoas certificadas em tecnologia Microsoft”, revela. De acordo com Volkmar, o foco inicial a T-Systems Brasil são as empresas que hoje utilizam o Windows Server 2008 e o SQL 2008. “Ainda há muitos destes aplicativos em operação e eles estão perdendo o suporte. Nosso foco é levar estas empresas para o Azure”, diz.

 

Além da perda do suporte, há uma outra preocupação para as empresas usárias: os workloads destas aplicações não estão em conformidade com as leis de proteção de dados aprovadas em 2018 na Europa e no Brasil. “Levanod estes workloads para a Microsoft Azure, essa adequação é feita rapidamente, garantindo a conformidade com as leis europeias e brasileiras”, afirma o executivo.

 

A parceria

 

Anunciada em maio de 2018, a parceria entre a T-Systems e a Microsoft prevê a oferta de serviços em nuvem pública com foco em outras três áreas, além da oferta de serviços gerenciados para Microsoft Azure e Office 365: aplicativos SAP; soluções digitais baseadas em inteligência artificial (IA); e realidade aumentada em conjunto com Internet das Coisas (IoT).

 

“Um dos blocos centrais do recente realinhamento da T-Systems é nossa estratégia ‘Public Cloud First’. Estou mais do que satisfeito em poder combinar as ofertas em nuvem da Microsoft com nossos serviços e produtos”, afirmou na época o CEO da T-Systems, Adel Al-Saleh.

 

>> Panorama