>> Mercado

Systax e Atos Data anunciam parceria visando melhorias no ERP

Parte tributária do Sistema Integrado de Gestão Empresarial implantado pela Atos Data contará com o apoio da empresa de inteligência fiscal

Por: Redação, ⌚ 14/02/2019 às 09h16 - Atualizado em 14/02/2019 às 09h16

Especializada em Tecnologia da Informação, a Atos Data é uma consultoria direcionada a serviços ERP. Para aprimorar a operação fiscal e tributária dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial que implanta, e oferecer um serviço ainda melhor para seus clientes, a Atos Data buscou um player de mercado para firmar parceria que agregasse conteúdo nessas áreas.

 

Dessa forma, a Systax, fechou parceria com a empresa, visando um ERP mais completo. A parceria funciona da seguinte forma: os ERPs implantados pela Atos Data têm a capacidade de atender às legislações brasileiras, mas utiliza a expertise da Systax para que este serviço chegue de forma inteiramente funcional ao cliente.

 

Rafael Yera Barchi, Diretor de Produtos e Serviços da Atos Data, pontua que o maior benefício conquistado através da parceria é direcionado ao cliente final. “Enxergamos que o maior ponto positivo é automatizarmos as partes fiscal e tributária dos sistemas que implantamos. Assim, proporcionamos ao cliente maior segurança nos sistemas e processos que ofertamos”, conta.

 

Os benefícios da integração no ERP são muitos. Fábio Rodrigues, Diretor da Systax, explica que o mercado está atento aos sistemas que se mostram completos. “Hoje, os ERPs precisam ter uma integração com sistemas que realizam parametrizações fiscais. Os riscos de não se atentar às questões tributárias são altos e, caso essa tributação seja atribuída erroneamente, as consequências podem ser gravíssimas”, diz.

 

Barchi comenta que a preocupação da Atos Data caminhava neste sentido, buscando sempre agregar novas funções ao ERP e solucionando problemas encontrados no mercado. “Nós nos preocupamos em resolver os problemas dos nossos clientes por completo e, antes de ter a Systax como parceira, a operação fiscal era um problema”, afirma. “Esperamos conseguir oferecer um produto que tenha bastante aderência com a necessidade do mercado e que seja bom para nós, para a Systax e, principalmente, para os nossos clientes. Enxergamos muito potencial nesta ação conjunta”, conclui.

 

 

>> Panorama