>> Mercado

Plataforma de AI da Stefanini avança em outros países

Especializada em atendimento com AI, Sophie é capaz de compreender e processar solicitações via texto e voz de maneira rápida e intuitiva

Por: Redação, ⌚ 05/06/2017 às 15h43 - Atualizado em 05/06/2017 às 15h43

A Stefanini apresenta essa semana no CIAB 2017 a evolução de sua plataforma de atendimento cognitivo batizada de Sophie, capaz de interagir com usuários humanos e sistemas por meio de um conjunto crescente de interfaces de texto e voz. Com atuação nos segmentos financeiro, varejista, indústria e Governo no Brasil, a plataforma especializada em gerir demandas de atendimento, por meio algoritmos de IA, está conquistando outros países. Atualmente, existem projetos em andamento na América Latina, Estados Unidos e Europa.

 

A expansão dos projetos com a plataforma Sophie fez com a empresa decidisse por ter uma equipe dedicada à Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) nesta área, centralizada no Brasil, mas que já envolve mais de 200 profissionais em outras regiões. “A internacionalização demonstra a capacidade que ela tem de processar demandas e bases de conhecimento cada vez mais complexas, facilitando o dia a dia de profissionais de atendimento e usuários”, explica Alexandre Winetzki, presidente da Woopi, empresa de P&D da Stefanini, responsável pela implementação da tecnologia.

 

A solução é composta por um conjunto de softwares, sistemas e processos que permitem acelerar e melhorar o desempenho de sistemas que interagem com o consumidor, seja por meio de voz ou texto. O objetivo é garantir agilidade no atendimento ao consumidor ou usuário corporativo, seja para realizar uma transação, reportar um incidente ou buscar uma informação. “Nossa experiência em implementações de atendimento cognitivo nos permite um nível de maturidade único, que vai desde a avaliação de processos a serem implantados até a sustentação e melhoria da plataforma em nossos clientes”, ressalta Winetzki.

 

A ferramenta de inteligência cognitiva da Stefanini é uma evolução da plataforma Parli, lançada inicialmente em 2014. Seus benefícios podem ser obtidos por qualquer empresa ou corporação que deseje aumentar sua capacidade de interagir com os usuários, por meio de um conjunto de canais mais amplo que um call center tradicional, tornando o processo muito mais dinâmico e intuitivo.

 

Para Monica Herrero, CEO da Stefanini Brasil, o momento é de grandes oportunidades para o desenvolvimento de ofertas com inteligência artificial. “A tecnologia reduz erros e otimiza o tempo para tarefas mais importantes. Segundo previsões do Gartner, até 2020 a IA será tão importante para os negócios como os aplicativos móveis estão sendo hoje”, complementa a executiva.

 

>> Panorama