>> Mercado

Microsoft apresenta novos avanços para o Azure

O esforço contínuo da Microsoft em construir a plataforma mais produtiva possível para desenvolvedores os permite aproveitarem as mais novas tendências em tecnologia

Por: Redação, ⌚ 08/05/2019 às 19h31 - Atualizado em 08/05/2019 às 19h31

A Microsoft  anunciou nesta terça-feira (30/04) uma série de novos serviços e tecnologias para desenvolvedores do Azure que colocam recursos avançados que abrangem Inteligência Artificial, realidade mista, IoT e blockchain nas mãos de desenvolvedores. A empresa compartilhará esses e outros avanços adicionais em nuvem híbrida e fronteira inteligente em sua conferência Microsoft Build para capacitar os desenvolvedores.

 

Os Serviços Cognitivos do Azure possuem recursos para ver, ouvir, responder, traduzir, raciocinar e muito mais. A Microsoft está lançando uma nova categoria de Serviços Cognitivos, chamada de “Decisão,” que oferece aos usuários uma recomendação específica para que a plataforma tenha uma tomada de decisão mais informada e eficiente. Essa categoria inclui o Moderador de Conteúdo, o recém anunciado Detector de Anomalia, e um novo serviço chamado de “Personalizador”, que usa o aprendizado por reforço para dar aos usuários uma recomendação específica que permita uma tomada de decisão mais rápida e informada.

 

A Microsoft está trazendo a IA para o Azure Search junto da disponibilidade geral da capacidade de pesquisa cognitiva, permitindo que os usuários apliquem os algoritmos de Serviços Cognitivos para extrair novas perspectivas acerca de seu conteúdo, tanto estruturado como desestruturado. Além disso, estamos esperando uma nova capacidade que permite os desenvolvedores armazenarem as perspectivas de IA recebidas durante a pesquisa cognitiva, tornando mais fácil criar experiências ricas que impulsionem os modelos de visualização e de machine learnig do Power BI.

 

As habilidades MLOps (operacionalização de recursos de machine learning) com a integração com o Azure DevOps permitem ao desenvolvedor ser capaz de reproduzir, auditar e automatizar o ciclo de vida do machine learning de ponta a ponta. Avanços automatizados de machine learning e uma UI (User Interface?) intuitiva facilita o desenvolvimento de modelos de alta qualidade.

A Microsoft anunciou também a nova disponibilidade de modelos acelerados por hardware que rodam em FPGAs, assim como o suporte do ONNX Runtime ao NVIDIA TensorRT e Intel nGraph para que se tenha uma inferência de alta velocidade na NVIDIA e nos chipsets da Intel.

 

A Microsoft apresentou o Azure SQL Database Edge para suportar o espectro das necessidades da fronteira da computação. Um motor de SQL otimizado para requerimentos baixos de computação incorporado à IA, o produto combina o streaming de dados com um machine learning que utiliza o banco de dados e recursos gráficos para gerar inteligência na fronteira. Pelo fato de o Azure SQL Database Edge possuir a mesma programação de base que o servidor SQL, desenvolvedores podem facilmente trazer aplicativos para a fronteira sem a necessidade de aprender novas linguagens e a mexer em novas ferramentas, tendo uma experiência de programação consistente.

 

Outro lançamento é o IoT Plug and Play, uma nova linguagem de modelagem para conectar dispositivos IoT à nuvem de maneira fácil, resolvendo um dos maiores desafios que os desenvolvedores têm – implementar soluções IoT em escala. Anteriormente, o software precisava ser escrito especificamente para o dispositivo conectado a que suportava, limitando a escala de implementações de IoT.

 

Quanto ao desenvolvimento de realidade mista, a Microsoft está facilitando a criação no HoloLens 2 com a coleção HoloLens 2 Developer, que permite à comunidade de desenvolvedores de realidade mista acessarem soluções que os ajudem a criar e rodar experimentos do setor em diversos dispositivos.

 

Suporte ao Unreal Engine 4 no HoloLens 2 para a integração de plataformas nativas de streaming estará disponível aos desenvolvedores no final de maio para que se possa criar camadas realistas e de alta qualidade, assim como experiências imersivas de realidade mista em soluções como arquitetura, design de produto, manufatura e muito mais.

 

Blockchain

 

No ano passado a Microsoft anunciou o Azure Blockchain Workbench, que entregou aos desenvolvedores uma interface simples para criar aplicativos com blockchain em uma rede pré-configurada com suporte ao Azure. Os anúncios de hoje vão ainda mais longe.

 

O Azure Blockchain Service simplifica a formação, gerenciamento e administração da união de redes de blockchain, permitindo que as empresas foquem na lógica do fluxo de trabalho e no desenvolvimento de aplicativos. O Azure Blockchain Service implementa uma rede unida já coordenada e oferece uma administração incorporada no gerenciamento de tarefas simples, como adicionar novos usuários, conceder permissões e autenticar novos pedidos.

 

A companhia também anunciou essa semana que a plataforma Ethereum do J.P. Morgan, a Quorum, é o primeiro registro fiscal disponível no Azure Blockchain Service, possibilitando aos seus usuários implementarem e gerenciarem redes de blockchain na nuvem.

 

 

>> Panorama