>> Mercado

IoT e AI impulsionam mercado de cloud para US$ 7,4 bilhões até 2022

Soluções End-to-End em nuvem e capacidades integradas geram mais oportunidades de crescimento na América Latina, diz Frost & Sullivan

Por: Redação, ⌚ 16/04/2018 às 16h35 - Atualizado em 16/04/2018 às 16h35

A adoção de novas tecnologias, como a Internet das Coisas, Big Data e inteligência cognitiva, e a adoção de serviços gerenciados em nuvem foram os principais fatores que impulsionaram o mercado de Infraestrutura como Serviço (IaaS) na América Latina. Frost & Sullivan aponta uma receita nesse setor de US$ 1,8 bilhões em 2017 com projeção de US $7,4 bilhões até 2022, com um CAGR de 31,9%.

 

Em 2017, o Brasil representou 50,7% do total de negócios, seguido pelo México com 22,9%, Chile com 7,9% e Colômbia com 6,5%. Para capitalizar as oportunidades de crescimento, os provedores de serviços devem oferecer soluções end-to-end em nuvem e integrar recursos para suportar indústrias conectadas.

 

“Para extrair o máximo da nuvem, as empresas estão aumentando o investimento em infraestruturas híbridas que combinam várias configurações, como nuvem privada on premises, nuvem pública, nuvem privada hospedada e nuvem bare-metal”, disse Renato Rosa, Gerente do Programa de Serviços de TI e Aplicações na Frost & Sullivan. “Outras tendências que tendem a se expandir na região são as ofertas de serviços gerenciados e a ascensão de provedores Multi-Cloud.”

 

Mercado Latino-Americano de IaaS, Previsão para 2022 revela fatores predominantes que contribuem para o crescimento do mercado e desafios que servem como barreiras ao sucesso, bem como tendências tecnológicas e de mercado, segmentos verticais, taxas de adoção e insights do usuário final na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Também são fornecidos perfis competitivos dos principais provedores, como AWS, IBM, Microsoft, Tivit, DXC, Google e Oracle.

 

Áreas de oportunidade

 

Para atender às demandas dos clientes em um mercado altamente competitivo e consolidado, Rosa recomenda que as empresas se concentrem no desenvolvimento do conhecimento relacionado a indústria e ofereçam soluções de transformação digital por meio da nuvem, novas tecnologias como Internet das Coisas e inteligência artificial.

 

Quatro áreas que criam oportunidades de crescimento no mercado latino-americano de IaaS incluem:

 

1.    O Multi-cloud já é uma realidade dentro de grandes corporações e aumenta a necessidade de integração, padronização e gerenciamento desses ambientes. Para um gerenciamento eficiente, a adoção de provedores de serviços gerenciados em nuvem se torna o caminho natural.

 

2.    O mercado de pequenas e médias empresas representa mais de 40% da receita recorrente em provedores públicos de nuvem, mas, apesar desse número ser grande, ainda está muito abaixo do potencial desse mercado.

 

3.    A Internet das Coisas pode ser considerada muito mais do que uma tecnologia, podem ser vista como uma nova indústria porque cria um enorme ecossistema de produtos e serviços, desde a fabricação dos sensores, passando pela infraestrutura de dados, armazenamento e processamento. IoT exigirá um alto poder de computação e capacidade de armazenamento de dados apenas possíveis em ambientes de nuvem.

 

4.    O setor financeiro investe mais em soluções tecnológicas. Em 2018, o Banco Central, definirá a política de segurança cibernética e estabelecerá os requisitos para a contratação de serviços de armazenamento e processamento de dados e computação em nuvem, incluindo requisitos contratuais mínimos. Com base neste regulamento, os bancos começarão a usar provedores de nuvem pública de larga escala.

>> Panorama