>> Indústria

Grupo Lwart implementa ERP SAP para reduzir custos

Integração entre áreas e economia foram principais ganhos da companhia especializada no processamento de óleos lubrificantes, que contou com participação da HPE durante o processo

Por: Redação, ⌚ 01/09/2017 às 14h51 - Atualizado em 01/09/2017 às 14h51

Há mais de 40 anos no mercado, o Grupo Lwart possui ampla expertise em coleta e rerrefino de óleos lubrificantes usados e na produção de celulose de eucalipto branqueada. Visando manter a solidez consolidada em um mercado competitivo, a empresa preza pela inovação, excelência e a gestão equilibrada de recursos. Assim, em setembro de 2015, finalizou o processo de substituição de um novo sistema integrado de gestão empresarial ERP, o SAP.

 

A companhia tinha como principais desafios melhorar a eficiência operacional e a integração em todas as suas áreas e processos e suportar o crescimento futuro projetado para os negócios. “Precisávamos nos certificar que o nosso ERP conseguiria atender as necessidades de todas as unidades de negócios”, explica Jefferson Andriotti, gerente de TI do Grupo Lwart.

 

Com o desafio desenhado e os objetivos de negócios definidos, o Grupo Lwart foi ao mercado para entender qual seria a melhor opção para sustentar seu crescimento: reimplementar o ERP antigo ou partir em busca de um novo fornecedor que suportasse as novas demandas. Por meio de uma consultoria especializada, a empresa decidiu pela segunda alternativa e reimplementou todo o seu sistema de ERP utilizando SAP com o banco de dados Sybase e as soluções da Hewlett Packard Enterprise (HPE), o que garantiu alto nível de controle e informações mais ágeis para a tomada de decisão.

 

A parceria do Grupo Lwart com a HPE vem desde 2007. A empresa já construiu três data centers com tecnologias Hewlett Packard Enterprise com o apoio técnico e comercial do parceiro HPE na região, a Suprimática. Mais recentemente, a aquisição da solução de armazenamento 3PAR e a renovação do parque de servidores com garantias até 2018 ajudaram a viabilizar a implementação do SAP, sendo necessário apenas realizar expansão de memória dos servidores Blades. “Nesse caso, o nosso maior desafio de infraestrutura era o tempo em preparar esse ambiente de 40 servidores para a implementação do SAP”, conclui Andriotti.

 

“Tínhamos quatro servidores Gen 8 físicos com 64 Gb de memória RAM e fizemos um upgrade para 512 Gb de memória RAM em cada servidor. Então formamos um cluster para o ERP SAP de 2 Tb de memória isolado de todo o resto”, explica Andriotti. “Ao todo, no Grupo, temos três clusters: um para atender ao desktop virtual, outro para uma média de 200 servidores virtuais e todas as outras aplicações e o último somente para o SAP”.

 

Desde 2007, o Grupo utiliza a infraestrutura HPE e a flexibilidade que a tecnologia trouxe para o grupo gerou grandes benefícios de negócios, como a integração de todas as áreas ao processo de ERP, a integração entre módulos e áreas de negócios, além de processamento mais rápido – que antes levava de 8 a 10 horas e hoje toma minutos – e, principalmente, a possibilidade de colocar todos os processos end-to-end no SAP.

 

A flexibilidade da HPE ajudou o cliente a obter uma grande economia na implementação do projeto SAP, com um tempo de implementação rápido. A escolha pela a HPE, que se deu inicialmente em 2007, foi baseada principalmente pelo custo-benefício. Porém, a qualidade de atendimento e disponibilidade de apoio foram decisivas para a continuidade dessa parceria.

 

>> Panorama