>> Indústria

Grupo Lunelli agiliza tomada de decisão com renovação de infraestrutura

Com 18 plantas e recente passo rumo à internacionalização, empresa buscava ampliar a performance e confiabilidade do sistema, assim, contou com a parceria da HPE Synergy

Por: Redação, ⌚ 25/06/2019 às 11h03 - Atualizado em 28/06/2019 às 16h03

Com ritmo de crescimento acelerado e perspectiva de ampliação consistente da operação nos próximos anos, o Grupo Lunelli, indústria têxtil focada em vestuário, confecção e tecidos com 18 fábricas espalhadas pelos estados de Santa Catarina, São Paulo e Ceará, optou pela atualização do parque de servidores e storages com a HPE. A companhia adquiriu máquinas com maior poder de processamento e armazenamento, mais adequadas ao momento de negócios da organização, que conta atualmente com 16 mil clientes na base e 4500 colaboradores.

 

Com parque tecnológico HPE desde 2011 por meio da atuação dedicada da HPE e da Sercompe, o grupo experimentou uma curva acentuada de crescimento da demanda da TI nos últimos anos e viu a necessidade de apostar em equipamentos de última geração para incrementar a performance dos servidores, do armazenamento e do backup. Outra demanda importante era preparar o parque tecnológico para a perspectiva de aumento da demanda dos dois data centers (um principal e um redundante) e melhorar a integração e a eficiência de todos os sistemas conectados.

 

A companhia também iniciou um processo de internacionalização a partir da abertura da primeira unidade fora do país: com previsão de início da operação em agosto de 2019, a planta no Paraguai deve produzir inicialmente 150 toneladas mês (preparada para 400 toneladas). Todas as plantas fabris do grupo produzem atualmente 1000 toneladas. Para manter toda essa operação, era necessário maior poder operacional. Partindo desta premissa, HPE, juntamente com a Sercompe, desenhou um projeto baseado em tecnologias altamente escaláveis e de alta performance e, após POCs com diversas opções de diferentes parceiros e fabricantes, o Grupo Lunelli decidiu pelo projeto da HPE e incrementou substancialmente sua capacidade.

 

“Atualmente reunimos, no mesmo sistema, 35 CNPJs. Tivemos um salto grande após a implementação do data center redundante em 2011 e, embora não tivéssemos problema com a tecnologia anterior, estava chegando o momento em que exigiríamos mais dela. Por isso escolhemos pelo projeto HPE, que propôs a implementação de uma solução que reúne servidores HPE Synergy e storages 3PAR All-flash”, conta Jonas Andreas Ender, gerente de TI do Grupo Lunelli.

 

Os desafios do projeto eram vários: adequação econômica da tecnologia (a empresa tinha um cenário de licenciamento de softwares ainda com longa validade, então o novo projeto precisava ser alinhado com o legado), além da exigência de que a migração para a nova infra ocorresse com o menor impacto possível para o usuário final do sistema. Havia uma janela curta para a migração – apenas duas semanas, em que os colaboradores estariam em coletivas. Também havia processos que não poderiam ser interrompidos. Assim, as paradas foram programadas e controladas em horários estratégicos, minimizando o impacto na operação. No final, após a equipe ter previsto 4 dias de parada, a migração foi concluída em menos de 3 dias. “Eram muitos sistemas envolvidos e interligados, então a atuação do time Sercompe à frente do projeto foi essencial”, afirma o gerente de TI.

 

A nova tecnologia consistiu em uma plataforma HPE Synergy uma poderosa solução definida por software, que permite compor pools fluidos de recursos físicos e virtuais de computação, armazenamento e rede em qualquer configuração, para qualquer aplicativo; e storages HPE StoreServ 3PAR All-Flash, tecnologia de armazenamento de ponta com recursos de Inteligência Artificial para dar suporte a ambientes de missão crítica, além de software para backup.

 

O projeto ainda envolveu serviços de instalação, mais garantia e suporte HPE Pointnext, o braço de serviços da HPE. No que se refere ao processo de migração, o conhecimento prévio da Sercompe a respeito da TI do Grupo Lunelli foi assertivo para o desenho da solução mais adequada e o sucesso do projeto, principalmente por causa do desafio de manter um nível operacional mínimo, sem impacto, durante a implementação.

 

A tecnologia 3PAR implementada entregou inteligência, simplicidade, rapidez e eficiência ao sistema. A memória all-flash, ao contrário dos discos mecânicos anteriormente utilizados, também mostrou-se muito mais eficiente, mais segura e rápida. Todas as bases de dados e servidores foram migrados para a tecnologia flash. “Estávamos trabalhando com um dos nossos recursos mais críticos, nossos dados, por isso a questão relacionada a armazenamento backup era tão delicada”, destaca Jonas Ender.

 

Os benefícios da nova infra incluem a redução de horas-homem gastas em administração do data center, uma melhora expressiva na performance e aumento na agilidade geral do sistema (fechamentos que demoravam entre 40 e 50 minutos hoje são concluídos em 2 ou 3 minutos). Outra vantagem importante destacada pelo Grupo Lunelli em relação à atualização do sistema foi o salto de eficiência verificado nas operações de BI: as consultas, essenciais para a tomada de decisão de negócios, passaram a ser feitas em tempo real.

 

Antes, havia delays que dependiam de cada indicador solicitado (cada área tem indicadores específicos), mas hoje não mais. “Ganhamos muito em performance. Agora consigo ver um painel, em tempo real, com detalhes sobre o andamento de cada processo, de cada operação. A tecnologia agilizou a tomada de decisão em produção, planejamento, logística, incrementando a produtividade como um todo”, ressalta o executivo.

 

Hoje podemos visualizar os indicadores e entender que área precisa de mais recursos, quais são os recursos requisitados, em um tempo muito menor, sendo que a economia é perceptível em uso de matéria prima também”, conclui Jonas Ender.

 

>> Panorama