>> Indústria

Aurora Alimentos adota solução de voz

Empresa conta com solução da Seal Sistemas no seu maior centro de distribuição, no interior de SP, onde espera chegar a 20% de aumento de produtividade na separação de produtos

Por: Redação, ⌚ 13/02/2020 às 11h07 - Atualizado em 13/02/2020 às 11h07

A Aurora Alimentos espera crescer 20% em 2020 e assim alcançar um faturamento de R$12 bilhões. E para conseguir organizar e otimizar a separação desses itens para supermercados, varejistas e atacadistas de diferentes portes a companhia adotou a solução de voz da Seal Sistemas. A solução faz a coleta de dados por comando de voz, dando muito mais conforto e praticidade aos funcionários, além de minimizar erros na catalogação e separação de produtos, contribuindo significativamente para a produtividade.

 

“Hoje, 100% dos funcionários responsáveis pela separação dos produtos já utilizam a solução de voz da Seal Sistemas”, conta Vanduir Borscheid, gerente de centro de distribuição da Aurora Alimentos.

 

Antes do processo de implementação da solução de voz nesse CD, houve uma análise feita pela própria Seal Sistemas para entender as necessidades do cliente. “Visitamos a estrutura da Aurora para analisar todo processo que era feito pelos colaboradores usando os coletores de dados, tecnologia usada anteriormente e ainda adotada em outros centros. Focamos principalmente nos movimentos feitos por cada um da equipe: quantas vezes cada funcionário teve que olhar o produto, bipar, digitar um código, por exemplo, e cada movimento periférico antes de concluir a separação. Com isso, conseguimos estruturar a quantidade necessária de equipamentos de voz a serem implementadas, número de colaboradores nessa tarefa, dentre outras considerações”, afirma Ruy Castro, Diretor Comercial da Seal Sistemas.

 

Além desse mapeamento, a Aurora implementou a solução de voz no Centro de Distribuição de Santo Agostinho, em Recife, que tem uma operação menor que o de Arujá, para a realização de um projeto piloto. “Iniciamos em Santo Agostinho com 15 funcionários usando a solução de voz. Hoje, em menos de um ano de uso, conseguimos otimizar toda a função de separação para apenas 10 colaboradores. Ou seja, conseguimos aperfeiçoar a atividade em 33%”, diz Borscheid.

 

Mesmo com apenas dois CDs, Arujá e Santo Agostinho, utilizando a solução de voz e por pouco tempo, o aumento de produtividade já representou uma melhoria significativa no processo. Hoje, em Arujá, são separadas 239 caixas por hora homem. Em Campinas, que ainda usa coletores de dados, são separadas 206 caixas por hora homem. Com isso, a melhora já está em 16%. A perspectiva da Aurora é que, a curto prazo, chegue-se a 20%.

 

No caso da Aurora,  conseguir agilizar o processo de separação é tarefa imprescindível. “A cada 1h40min de trabalho, o funcionário tem que fazer 20 min de descanso. Chamamos isso de pausa térmica, justamente porque nossos CDs também são refrigerados. E esses 20 minutos geram perdas de produtividade. Com o aumento da agilidade trazida pela solução de voz, conseguimos minimizar isso”, comemora o gerente da Aurora.

 

Fora isso, redução nos gastos com quebras e trocas de equipamentos, acompanhamento mais distante do líder da equipe e treinamento simples e rápido são outras vantagens que a adoção do voice picking trouxe para a realidade da Aurora. “Em questão de treinamento com nossos colabores, a redução de tempo é inacreditável. Nos Centro de Distribuição que usam coletores, nós precisamos de aproximadamente uma semana para capacitar nossos funcionários a manusearem e concluírem as atividades de maneira adequada. Com a voz, em apenas 3 horas conseguimos finalizar a explicação e iniciar o uso”, reforça Borscheid.

 

 

>> Panorama