>> Finanças

Olivia, fintech de inteligência artificial, prepara seu lançamento no Brasil

Fundada por dois brasileiros no Vale do Silício, empresa pretende ser o carro autônomo do mercado financeiro, gerenciando o dinheiro dos usuários com ajuda de tecnologia de ponta

Por: Redação, ⌚ 26/02/2019 às 11h42 - Atualizado em 26/02/2019 às 11h43

O Fundo BR Startups, que tem o Banco Votorantim como cotista âncora para startups do setor financeiro, a Microsoft como investidora fundadora, e a MSW Capital como gestora, fez um aporte na fintech Olivia, primeira plataforma financeira que usa inteligência artificial e economia comportamental para gerenciar finanças pessoais no Brasil.

 

Fundada em 2016 nos Estados Unidos pelos brasileiros Cristiano Oliveira e Lucas Moraes, a Olivia foi lançada no mercado há pouco mais de um ano, e nesse período já interagiu com quase 500 mil pessoas. Nos EUA, a Olívia opera integrada a 18 mil instituições financeiras, desde grandes bancos até cooperativas de crédito.

 

“A proposta de trazer a Olivia para o Brasil existe desde a fundação da empresa. Agora, com o apoio do Fundo BR Startups e, principalmente, com os grandes parceiros que compõe o fundo, estamos nos preparando para oferecer aos brasileiros uma ferramenta que revolucionará a maneira como as pessoas lidam com dinheiro”, explica Lucas Moraes, co-fundador da Olivia.

 

Mais que uma organizadora financeira ou uma assistente virtual, a Olivia é um cérebro. “Nossa missão é desenvolver um ecossistema dentro do sistema financeiro capaz de pensar sozinho, a ponto de nossos usuários não terem mais de se preocupar com suas finanças”, afirma.

 

A plataforma usa inteligência artificial para entender o perfil, os hábitos de consumo e as transações financeiras das pessoas. Uma vez mapeado o estilo e momento de vida delas, a Olívia passa a procurar formas de gastar – e até investir – melhor o dinheiro. Nos Estados Unidos, o aplicativo já ajudou muitos americanos a sair do vermelho. O usuário médio começa economizando apenas 0.8% da sua renda por mês. Em apenas 60 dias, esse valor salta para 5.7%, mudando a saúde e vida financeira das pessoas

 

O BR Startups é um fundo de Capital Semente Multi Corporativo, que se diferencia pela gestão cuidadosa do elo entre as startups e as grandes corporações que investem no fundo, criando um ambiente de troca saudável e geração de valor para cada investida. O fundo, que já investiu em 15 startups, também conta com BB Seguros, Monsanto (atualmente Bayer), Age-Rio e Grupo Algar como investidores.

 

Segundo Richard Zeiger, sócio da MSW Capital, o fundo pode alavancar o negócio da startup no Brasil e ajudar os fundadores na conexão com as instituições financeiras que buscam oferecer uma experiência digital melhor para seus clientes.

 

Os clientes do cartão de crédito da BV, marca de varejo do Banco Votorantim, poderão contar com a assistência da Olivia, que vai gerenciar os gastos do cliente, evitando que ele caia no rotativo – que tem taxas de juros mais altas. Com isso, ele se tornará o primeiro cartão de crédito inteligente do Brasil. “Vamos oferecer uma experiência inovadora de assistência em finanças pessoais baseada nas mais recentes tecnologias de inteligência artificial”, afirma Gabriel Ferreira, diretor executivo de Varejo, Marketing, Digital e Estratégia Corporativa do Banco Votorantim.

 

“O investimento em empresas como a Olivia é um dos alicerces do fundo BR Startups. Queremos apoiar a jornada de empreendedorismo, com foco em negócios disruptivos, que reflitam a tendência de transformação digital”, afirma Franklin Luzes, COO da Microsoft Participações.

 

 

>> Panorama