>> Finanças

Microsoft quer democratizar IA no mercado financeiro

Companhia busca discutir a Transformação Digital no setor, unindo diferentes inovações tecnológicas com potencial para promover mudanças, as quais são apresentadas na forma quatro pilares: Análise de Risco, Experiência Omnichannel, Banco como Serviço e Produtividade do Bancário

Por: Redação, ⌚ 12/06/2018 às 16h56 - Atualizado em 12/06/2018 às 16h56

A Microsoft traz para o Ciab FEBRABAN soluções que reforçam o compromisso assumido pela empresa para democratizar a Inteligência Artificial (IA). A companhia, junto com seus parceiros apresentam uma série de soluções feitas sob medida para bancos, fintechs e outras instituições financeiras.

 

Trabalhando em cima do tema-chave Inteligência Exponencial, a empresa busca discutir a Transformação Digital no mercado financeiro, unindo diferentes inovações tecnológicas com potencial para promover mudanças no setor. Esses esforços são apresentados na forma quatro pilares que, somados, contemplam os principais desafios e oportunidades do segmento: Análise de Risco, Experiência Omnichannel, Banco como Serviço e Produtividade do Bancário.

 

Focada no uso de Big Data para a prospecção de clientes e geração de insights, a Neoway traz novidades para o setor. A principal delas, chamada de Risk & Compliance, lançada em março deste ano, é um conjunto de ferramentas capazes de utilizar os quase 38 milhões de CNPJs no banco de dados da empresa para disponibilizar uma análise de risco completa para instituições financeiras. O serviço parte de uma demanda do próprio mercado, que tem uma necessidade cada vez maior de adotar e promover boas práticas, ao mesmo tempo em que toma decisões de negócio mais assertivas.

 

Por meio de um sistema que roda na solução de nuvem Azure e se integra ao Dynamics 365 e ao Power BI, a solução da Neoway permite aos bancos não só verificar a empresa que pode ser seu cliente em potencial, mas também sua rede de fornecedores e parceiros, além de ocorrências de mídia negativa na web – antecipando futuros problemas. Essas pesquisas abrangem desde processos judiciais e tributos não pagos até o envolvimento de sócios com casos de lavagem de dinheiro ou outras atividades ilegais, sendo possível ainda filtrar os resultados para obter um nível de detalhe ainda maior. Bots junto a Inteligência Artificial garantem a coleta de informações em bancos de dados públicos, enquanto recursos de aprendizado de máquina estão sendo utilizados para retroalimentar o sistema, refinar esse conteúdo e, futuramente, dar origem a uma nova função que realiza a análise de riscos de forma preditiva.

 

Disposta a estimular a produtividade bancária e a eficiência operacional dos seus clientes, a Simply ataca um dos mais processos mais trabalhosos dentro dos bancos: a análise de documentos. Hoje, boa parte dessa tarefa é feita de forma manual, reduzindo a velocidade de aprovações de novas contas, concessões de empréstimos e emissões de cartões, por exemplo. Graças ao uso de uma rede neural baseada em Inteligência Artificial e aprendizado de máquina, a fintech mineira consegue realizar de forma automática boa parte desse trabalho, com o sistema lendo os dados capturados e cruzando essas informações com outras bases de dados. Mesmo quando essas atividades não podem ser completamente automatizadas, como no caso da validação de assinaturas, o sistema oferece ao profissional ferramentas que concedem mais agilidade à tarefa. A colaboração nesses processos fica garantida com o Microsoft 365, enquanto o Power BI exibe relatórios detalhados da operação.

 

A Temenos, por sua vez, abraça o conceito de Transformação Digital nos bancos por meio de um core bancário 100% digital, tropicalizado e integrado ao Azure, a nuvem da Microsoft. A oferta de Banco como Serviço (BaaS) da empresa abrange as mais diversas linhas de negócios, tal como, Retail, Corporate, Wealth, Tesouraria e Fundos, do back office à interface com o cliente final, para garantir a cobertura de todas as necessidades do setor. Além desse pacote completo de soluções, que atende operações de back office, front office e canais, as novidades da companhia para o CIAB 2018 incluem recursos avançados de analytics integrado ao Core Bancário e uma nova ferramenta de detecção de fraudes financeiras desenvolvida junto à Microsoft e está disponível no Microsoft AppSource – ambos baseados em tecnologias de aprendizado de máquina.

 

Uma parceria sólida entre Adobe e Microsoft também permite aos bancos trabalhar e aprimorar toda a experiência dos seus clientes, ajudando a estreitar o relacionamento de ambos desde o primeiro contato. Unindo na nuvem do Azure as forças de ferramentas como Adobe Campaign e Sign com serviços da Microsoft como Dynamics 365 e Power BI, é possível ter uma visão 360º do cliente em todas as plataformas, gerando, nutrindo e gerenciando leads em tempo real. Com isso, é possível transformar produtos para que eles se adequem a oportunidades e necessidades, empoderar colaboradores para endereçar demandas personalizadas e, por fim, interagir com os clientes para que eles se tornem mais engajados. A palavra-chave, aqui, é retenção, um dos maiores desafios do mercado financeiro.

 

Enquanto isso, a Redbelt traz uma solução de gestão de vulnerabilidade e incidentes RIS (Risk Information Security). Anteriormente, o sistema estava disponível apenas por meio da plataforma da empresa, mas agora ganha mais possibilidades de uso na forma de um módulo integrado ao Office 365. Tendo como base informações captadas pelas ferramentas da Microsoft, o produto da Redbelt dá aos bancos a possibilidade de detectar e remediar possíveis tentativas de invasão, além de funcionalidades para resolver problemas de autoclassificação de dados – garantindo a integridade e segurança da informação e ajudando na obtenção da conformidade com o GDPR, nova regulamentação europeia para proteção de dados.

 

Reforçando a sua posição de habilitadora no setor, a Microsoft também traz ao evento as novidades do Azure Blockchain Workbench, uma ferramenta que dá às empresas os recursos certos para acelerar a criação de iniciativas baseadas em Blockchain. Como a Microsoft trabalha a tecnologia de forma agnóstica, disponibilizando as principais soluções do mercado em sua nuvem, o novo recurso simplifica o desenvolvimento e a experimentação com a tecnologia ao oferecer redes e infraestruturas predefinidas. Assim, o Workbench permite conectar o Blockchain mais facilmente aos seus negócios, aproveitando todas as vantagens de uma plataforma aberta, confiável e disponível globalmente.

 

>> Panorama