>> Finanças

Itaú e USP inauguram Centro de IA e Machine Learning

O Itaú Unibanco e o Inova USP inauguraram nesta semana o CIAAM, o Centro de Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina

Por: Redação, ⌚ 26/03/2019 às 10h19 - Atualizado em 26/03/2019 às 10h19

Para celebrar a inauguração do Centro, o espaço recebeu o Encontro de Machine Learning, evento focado em Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina, método de análise de dados que automatiza a construção de modelos analíticos.

 

Sediado na Cidade Universitária, o evento foi aberto para quem quer conhecer mais sobre a área de dados com palestras e meet-ups. Os interessados também participaram de um curso de Machine Learning ministrado pelos cientistas de dados do banco.

 

A nova iniciativa do Itaú Unibanco e da USP tem o objetivo de desenvolver pesquisas de ponta e capacitar pessoas na área de ciência de dados e inteligência artificial, fortalecendo o ecossistema do segmento no país. O CIAMM se localiza na sede do Inova USP, na Cidade Universitária.

 

Incentivo à pesquisa e inovação

 

A ação é parte do movimento do Itaú Unibanco para fomentar o desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias. Recentemente, o banco também se tornou apoiador do Centro de Ciências de Dados da USP, o C2D, inaugurado em novembro de 2018. Entre as muitas linhas de pesquisa científicas dos laboratórios estão: aprendizado de máquina, inteligência artificial, arquitetura para big data, cloud computing, computação de alto desempenho, visualização de dados, blockchain, segurança, privacidade e confiabilidade de dados.

 

Como parte desse apoio, o banco também criou o Programa de Bolsas Itaú (PBI), que patrocina bolsas de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado para apoio à pesquisa em ciência de dados, vinculadas ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da USP. Elas são concedidas aos candidatos interessados por meio de um processo de qualificação próprio da universidade. Atualmente, o programa apoia 12 projetos de pesquisa, e um novo edital está previsto para o segundo semestre.

 

“Buscamos, com essas parcerias, identificar novas maneiras de consumo, pesquisa e negócios, contando com a contribuição da academia para avançarmos continuamente na aplicação da tecnologia nas nossas atividades”, afirma Estevão Lazanha, diretor do Itaú Unibanco. “Além de auxiliar o campo científico por meio da geração de valor, contribuiremos para formar novos talentos”, completa o executivo.

 

 

>> Panorama