>> Finanças

Cubo Itaú anuncia parceria com Schneider Electric

Aproximação trará tecnologia de autorregulação para transformar o edifício do hub de empreendedorismo num espaço inteligente

Por: Redação, ⌚ 27/02/2019 às 15h24 - Atualizado em 27/02/2019 às 15h24

Mais do que um edifício moderno, a nova sede doCubo Itaú se desenvolve para ser um organismo vivo por meio da autorregulação. E para atingir esse objetivo, o edifício que abriga o maior hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina passa a contar com mecanismos de automação predial da Schneider Electric – líder global na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação, e mais novo parceiro do ecossistema de startups idealizado em 2015 pelo Itaú Unibanco e a Redpoint eVentures.

 

Com 14 andares e capacidade para mais de 1.250 residentes, o edifício ganhará inteligência com o EcoStruxure™ Building, plataforma aberta e colaborativa de Internet das Coisas (IoT) para smart buildings da multinacional francesa. Dentre as soluções inovadoras para todo o ecossistema predial estão: controle de seis sistemas de ar-condicionado; 60 km de cabos para conectividade; controle de persianas; sistema de gestão de água, jardinagem e letreiros; controle de iluminação; software de realidade aumentada para manutenção; e ainda uma estação meteorológica localizada no rooftop que permite, por exemplo, determinar simples ações como abrir ou fechar as janelas.

 

Ar-condicionado democrático

 

Atrelando a automação predial com a atmosfera de colaboração e bom convívio, intrínseca ao conceito de ambientes de coworking, a Schneider Electric desenvolverá para o Cubo uma página na web para controle do ar-condicionado via votação. Dessa forma, em vez de acionar uma central pedindo a mudança de temperatura, os usuários do espaço podem acessar o site para votar a favor do clima que mais os agrada. De acordo com o resultado, o sistema regula automaticamente o ambiente. Além do ar-condicionado interativo, haverá em algumas salas um interruptor multitouchque permite compor cenários de iluminação conforme a vontade de quem estiver ali.

 

“Estamos desenvolvendo soluções que permitem ao Cubo Itaú o máximo de autonomia predial, casando as necessidades do edifício com a automação. Hoje, são mais de mil produtos instalados que possibilitam uma autorregulação do empreendimento”, afirma Klecios Souza, vice-presidente de Building da Schneider Electric Brasil.

 

Gerenciamento de energia

 

A Schneider Electric ainda apoia o Cubo Itaú na gestão da energia elétrica. Graças ao EcoStruxure™ Power, sistema de distribuição elétrica da Schneider Electric para arquiteturas de média e baixa tensão, o prédio ganha eficiência na operação e na economia de energia, dirigindo uma infraestrutura quatro vezes maior, com um consumo de carga menor.

“A expansão do Cubo Itaú para um espaço quatro vezes maior foi um grande desafio e contar com um grande parceiro como a Schneider Electric tem sido estratégico no fomento ao ecossistema de empreendedorismo brasileiro”, afirma Reynaldo Gama, head de Corporates do Cubo Itaú. Segundo o executivo, a aproximação e toda a expertise tecnológica do novo parceiro fortalecerá a troca de conhecimento entre as startups residentes do hub.

 

 

>> Panorama