>> Finanças

A tecnologia que ajuda a Olé Consignado a driblar os gargalos do RH

Empresa escolheu as soluções da LG lugar de gente para viabilizar a digitalização dos processos de Recursos Humanos

Por: Redação, ⌚ 19/07/2019 às 11h07 - Atualizado em 19/07/2019 às 11h07

Criada em 2015, a partir de uma joint venture entre o Santander e o Banco Bonsucesso, a Olé Consignado já é um dos principais players do mercado brasileiro de crédito, com mais de 600 colaboradores, mais de 2,3 milhões de clientes, mais de 1.500 correspondentes autorizados, 39 lojas próprias e mais de R$ 1 bi de produção/mês.

 

Um dos diferenciais da Olé Consignado para alcançar esses resultados em pouco tempo é a gestão eficiente do capital humano, que combina uma equipe de profissionais experientes e a digitalização dos processos burocráticos de Recursos Humanos. O objetivo desses investimentos é melhorar o fluxo de informações, dar maior autonomia aos colaboradores e garantir o cumprimento de prazos de obrigações legais, como a entrega do eSocial.

 

A parceira escolhida para garantir o sucesso da digitalização dos processos de RH da empresa foi a LG lugar de gente, que já era a provedora de tecnologia dos bancos Bonsucesso e Santander. Entenda como foi o processo:

 

O início da digitalização dos processos da Olé Consignado se deu com a adoção do Gente Recebe – Folha de Pagamento, solução que apresenta ao gestor de RH um panorama completo sobre cada profissional da empresa, apoia a gestão de benefícios e elimina eventuais erros causados por cálculos manuais.

 


E depois?

 

O segundo passo foi a adoção das ferramentas de workflow, que colabora para a padronização de processos e distribuição inteligente de tarefas, e de  autoatendimento dos serviços RH, o que deu mais tempo para o time de Recursos Humanos dedicar-se a melhorar a experiência do colaborador na prática.

 

“Para fazer um empréstimo conosco, o cliente acessa o site ou o app e resolve tudo em poucos cliques. Então, se o funcionário vai solicitar férias, por que ele precisaria ir pessoalmente ao RH para assinar um documento? Não faria sentido. Nossas práticas internas precisam estar alinhadas ao conceito de simplicidade que adotamos no atendimento ao cliente externo”, explica o superintendente de Gestão de Pessoas da Olé Consignado, Alexandre Guedes.

 

De acordo com ele, a transformação digital dos processos de RH tem contribuído para que a área de Recursos Humanos consiga planejar e executar ações diferenciadas para os colaboradores.

 

“Ao adotar sistemas que facilitam as tarefas e os processos diários de recursos humanos, a Olé Consignado está investindo numa visão de RH 4.0. Isso permite que o profissional da área de pessoas possa trabalhar em novos projetos e esteja mais próximo dos colaboradores de outras áreas, entendendo as dores e necessidades de cada um”, aponta o executivo.

 

Apoio em um momento crítico

 

Segundo Alexandre Guedes, um dos diferenciais da parceria foi o apoio dado pela LG lugar de gente na adequação da Olé Consignado ao eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas).

 

“A criação da joint venture aconteceu bem no meio do processo de implementação do sistema. Vimos que as outras empresas estavam contratando consultorias e especialistas, e montando equipes paralelas. Então, propusemos à LG lugar de gente o desafio de fazer esse processo a quatro mãos. O trabalho em conjunto deu certo e conseguimos enviar todos os arquivos ao governo federal sem problemas”, destaca o superintendente de Gestão de Pessoas da Olé Consignado, Alexandre Guedes.

>> Panorama