>> Finanças

70% das transações de clientes do BB são feitas em meio digital

Já são mais de 11 milhões de usuários do aplicativo Banco do Brasil no mobile

Por: Redação, ⌚ 08/06/2017 às 15h14 - Atualizado em 08/06/2017 às 15h16

No BB, 70% das operações são feitas on-line, sendo 48% pelo aplicativo para dispositivos móveis e 22% pela internet. O aplicativo Banco do Brasil possibilita uma gama de transações que são realizadas pelos mais de 11 milhões de usuários. Algumas aproximam o cliente do seu gerente e em horário estendido, permitem a realização de saques sem o uso do cartão ou até o desbloqueio de senhas.

 

Durante o Ciab 2017, que acontece essa semana em São Paulo, a instituição destacou diversas iniciativas no meio digital. Um dos lançamentos é a abertura de conta corrente pelo app do Banco do Brasil. Até o final de junho, cerca de 10 mil clientes poderão testar a versão beta da solução.

 

O lançamento é mais uma etapa da estratégia Plataforma Digital iniciada em novembro de 2016 com lançamento da Conta-Fácil, modalidade de conta pagamento com operações limitadas até R$ 5mil. A nova modalidade será disponibilizada para novos clientes e também para quem já abriu a Conta Fácil, cujo upgrade será feito também pelo mobile.

 

O Banco do Brasil também anunciou uma nova funcionalidade nas transações, com leitura do QR Code e a transmissão de mensagens entre telefones celulares na hora das transferências. Batizada de “Pagar ou Receber”, a nova solução permite compartilhar as informações por SMS e também por aplicativos como WhatsApp ou similares.

 

Aplicativos

 

Os clientes da instituição também contam com novo aplicativo de Investimentos. Após reformular seu antigo Home Broker, a solução agora permite ao investidor, realizar a negociação de diversos ativos, como: ações, fundos de investimento imobiliário-FII, fundos de índice-ETF, títulos públicos federais, ouro escritural e títulos de renda fixa privado.

 

A ferramenta traz uma visão unificada dos investimentos do cliente, apresenta o percentual de cada investimento em relação ao valor total investido e também conta com dados de indicadores econômicos, cotações e notícias de mercado que podem auxiliar a tomada de decisão do investidor.

 

O BB também acaba de estrturar uma operação estruturada de Open Banking, com o lançamento hoje do Portal do Desenvolvedor. Com a crescente busca por aplicativos móveis que facilitem o cotidiano das pessoas, o BB busca trazer a melhor experiência para clientes pessoas física e jurídica e como eles se relacionam com o dinheiro no dia a dia.

 

O Portal do Desenvolvedor concentra as informações das APIs (Application Programming Interface) que o Banco do Brasil oferecerá aos desenvolvedores de aplicativos móveis, que por sua vez irão colaborar com a criação de produtos financeiros ainda melhores, mais competitivos e personalizados. O BB vai dar retorno às propostas inscritas em até cinco dias úteis.

 

As APIs são interfaces de programação que permitirão que empresas e desenvolvedores conectem os seus sistemas aos do BB, compartilhando dados e realizando transações de forma automatizada.

 

Wi-Fi e Wearable

 

Desde a última quinta-feira, 1º, os clientes do Banco do Brasil ganham mais uma opção como meio de pagamentos. A Pulseira Ourocard é o primeiro dispositivo vestível (wearable) da instituição e o único no país que permite compras nas funções débito ou crédito.

 

O acessório permite ao cliente fazer pagamentos por aproximação, utilizando a tecnologia Near Field Communication (NFC), algo como comunicação de campo livre, em tradução livre. As operações são realizadas por meio de um chip localizado na parte interna da pulseira e quem opera toda a transação é o lojista.

 

Sem depender de bateria e à prova d’água, a proposta do acessório é oferecer maior praticidade e conveniência aos clientes, especialmente, em situações de lazer e entretenimento, como assistir a um show, ir à praia, praticar esportes ou ir à academia.

 

Além disso, o Banco do Brasil instalou redes Wi-Fi em mais de 850 agências pelo país durante os cinco primeiros meses de 2017 e estima expandir o serviço para mil unidades até setembro. A iniciativa tem o objetivo de divulgar o aplicativo da instituição e pretende familiarizar os clientes às operações disponíveis nos smartphones e tablets para intensificar o uso do canal.

 

O acesso à Internet é feito com o apoio dos funcionários nas agências, que auxiliam os usuários a baixar o app, apresentam as funcionalidades e divulgam a segurança do canal. Segundo o banco, a intimidade com a tecnológica garante uma melhor experiência ao cliente, gerando maior conveniência e, na maioria dos casos, dispensa a necessidade de deslocamento até as agências bancárias.

 

>> Panorama