>> Destaque - Mercado

Qual o papel do empreendedorismo digital para a SAP?

SAP Labs Latin America contribui diretamente no fomento à inovação digital por meio de programas que aproximam e integram startups, área acadêmica e profissionais do mercado num único ambiente

Por: Alexandre Finelli, ⌚ 04/08/2017 às 17h08 - Atualizado em 04/08/2017 às 17h08

Localizada estrategicamente na Tecsinos – Parque Tecnológico São Leopoldo, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), a SAP Labs Latin America criou um ecossistema de fomento à inovação digital em torno dela, resultado de projetos que reúnem a expertise da gigante alemã, o conhecimento do meio acadêmico e o dinamismo das startups num único ambiente. Um exemplo que representa essa estratégia é o programa .idea.

 

“O .idea foi concebido para inverter o modelo tradicional de programas para startups que até hoje investiu em ideias, muitas vezes ainda desconectadas de problemas reais, para só depois encontrar o mercado adequado”, explica Daniel Duarte, executivo-chefe de Inovação e Experiência do Cliente da organização.

 

O projeto é gratuito, aceita a participação de empresas de qualquer vertical de negócio e porte (sejam elas clientes ou não), desde que proponham desafios concretos em seus segmentos. Após definidos os problemas a serem solucionados, a SAP Labs, Unitec e a empresa participante divulgam nos canais de comunicação, prazos e links para startups interessadas se inscreverem. Um grupo de especialistas seleciona os melhores projetos de dez empresas, que devem desenvolver um produto minimamente viável em seis meses.

 

Durante o processo, as startups contam com apoio, tecnologias e mentoria necessários da SAP Labs, incluindo ainda o espaço físico e cursos promovidos pela Universidade. “Quando finalizado, o serviço ganha uma certificação da companhia, comprovando qualidade, robustez e que se conecta aos produtos SAP”, finaliza Duarte.

 

SAP-Next Gen

 

Inaugurado em maio deste ano no Brasil, também instalado dentro do Parque Tecnológico da Unisinos, o Next Gen é mais um espaço dedicado à coinovação, capacitação de estudantes que desejam trabalhar com soluções de alta tecnologia. O projeto promove a abertura acadêmica, criando uma rede de relacionamento entre startups, universidades, pesquisadores, clientes e profissionais da SAP.

 

A companhia já possui aproximadamente 20 desses espaços espalhados ao redor do mundo, todos fora das dependências da empresa, mas sempre dentro de universidades. O lugar tem em seu DNA a inovação como proposta principal, cujos participantes estejam empenhados em solucionar um problema real.

 

Segundo Daniel Duarte, o espaço já foi responsável por cases de sucesso de grandes empresas, como Volkswagen e Nasa, por exemplo, que foram ao lugar para desenvolver trabalhos importantes de coinovação.

 

O programa oferecido pelo SAP-Next Gen foi estruturado em quatro pilares fundamentais; Consulting, quando o cliente chega com o desafio, mas quer que os alunem estudem as soluções; Tech School, focado no preparo de professores que disponibilizarão tecnologias em salas de aula; University Relations, troca de conhecimento com instituições renomadas, como Stanford e Singularity; Startup, desenvolvimento do espírito empreendedor dentro da universidade.

 

Em apenas dois meses, o programa já alavancou 15 projetos, envolveu mais de 400 pessoas e proporcionou mais de 85 horas de troca de conhecimento.

 

*Alexandre Finelli viajou a São Leopoldo a convite da SAP Brasil

>> Destaques