>> Destaque - Mercado

Nutanix reforça estratégia em modelo multicloud

Diante do avanço do mercado e infraestrutura hiperconvergente, companhia aposta na entrega de nuvem que permite às organizações a migração dos ambientes para um mundo híbrido

Por: Léia Machado, ⌚ 30/11/2017 às 14h29 - Atualizado em 01/12/2017 às 15h47

De acordo com os números da IDC, o mercado para infraestrutura hiperconvergente valerá US$ 7,5 bilhões até 2021. Isso é o resultado da tecnologia ganhando força nas empresas, em que o negócio demanda infraestruturas de TI mais robustas, escaláveis e flexíveis. De preferência, tudo isso em um modelo multicloud, que permite às organizações a migração dos ambientes para uma nuvem híbrida, criada em data centers próprios ou junto a parceiros.

 

Esse é o core business da Nutanix, uma empresa recém-chegada ao mercado de Tecnologia da Informação com previsão de fechar o ano fiscal de 2018, que iniciou há três meses, com mais de US$ 1 bilhão de faturamento. A operação local representou um avanço perto de 60%, expansão que deve se manter em 2018. A companhia oferta uma plataforma de nuvem corporativa definida por software e tem como foco melhorar o desempenho e simplificar a gestão de cargas de trabalho de aplicações em ambientes físicos e virtuais.

 

“A hiperconvergência está avançando dentro das organizações e está virando uma adoção mais natural para as organizações de todo o mundo, inclusive no Brasil. O futuro que enxergamos daqui pra frente é multicloud, justamente para entregar um modelo mais aderente às demandas de cada negócio”, pontua Andres Hurtado, VP Latin America da Nutanix, durante encontro com a imprensa realizado hoje, 30, em São Paulo.

 

O executivo reforçou a estratégia da companhia, que pautou o evento Next2017, realizado em junho passado em Washington. Segundo ele, mesmo diante de um 2017 conturbado com crises políticas e financeiras em toda América Latina, o ano foi bom para a Nutanix e a expectativa é fechar 2018 com boa representatividade da região.

 

No Brasil, o foco de atuação da companhia está concentrado em segmentos como Governo, Finanças, Varejo e Manufatura. Por aqui, a empresa conta com 9 funcionários e até o início do próximo ano serão 11 profissionais focados em atender clientes e os cerca de 50 parceiros locais. “Não é só na cloud pública que teremos todas as respostas. Por isso estamos atuando com um modelo mais consultivo para ofertar uma abordagem mais holística da cloud. O Brasil está amadurecendo em adoção de computação na nuvem e enxergamos uma grande melhora em 2018”, completa o diretor Brasil da Nutanix, Leonel Oliveira.

 

Cases de sucesso

 

O Banco BS2 S.A., antigo Banco Bonsucesso, apostou na solução de hiperconvergência Enterprise Cloud Nutanix pra a nova operação de meios de pagamentos. Na visão da instituição financeira, com sede em Minas Gerais, entre os principais benefícios dessa iniciativa, o destaque vai para um ganho de 80% de produtividade, além de 80% na redução do espaço no data center.

 

A ação começou em dezembro de 2016 e o principal objetivo era encontrar uma solução que aliasse alta disponibilidade, desempenho e escalabilidade a um custo atraente. A ideia é que a plataforma crescesse de forma granular, passo a passo. Isso permitirá que a instituição cresça mais rapidamente, com a área tecnológica acompanhando as demandas do negócio.

 

O Grupo Cornélio Brennand também contou com a Nutanix para atualizar a infraestrutura reforçar a governança e preparar um ambiente 100% virtualizado, com migração para o modelo de cloud privada. Os principais benefícios obtidos no projeto foram ganhos de desempenho, com redução de 85% na execução do ERP no sistema de BI, além de diminuição de 70% no espaço de armazenamento.

 

Lançamento

 

A Nutanix também anunciou novos serviços orientados aos desenvolvedores de software Enterprise Cloud OS. Esses serviços abordam as necessidades exclusivas do crescente número de aplicativos que as empresas precisam oferecer em um mundo de multicloud. A ideia é que auxiliar os desenvolvedores na parte de teste, criação e execução de aplicação em nuvens corporativas de forma mais ágil.

 

Além disso, a empresa lançou avanços de virtualização e inovações de plataforma para acelerar a transformação da infraestrutura corporativa em modelos públicos de consumo de nuvem.

 

>> Destaques