>> Destaque - Mercado

Ney Santos assume cargo estratégico de P&D na Linx

Em entrevista à Decision Report, executivo que tem mais de 30 anos de carreira em cargos de liderança em diversas empresas varejistas, fala do cenário atual do setor, desafios e oportunidades que ele vai enfrentar daqui pra frente sentando do outro lado da cadeira

Por: Léia Machado, ⌚ 15/02/2019 às 12h55 - Atualizado em 15/02/2019 às 12h55

Os mais de 30 anos de carreira foram ricos em experiência para Ney Santos. Pelo menos os dez últimos foram dedicados a cargos de liderança em grandes empresas varejistas como Grupo Pão de Açúcar, Carrefour e BRF. Hoje, o executivo desenha um caminho diferente na sua trajetória profissional ao assumir o cargo de Vice-Presidente de Pesquisa & Desenvolvimento da Linx, empresa brasileira especialista em tecnologia para o varejo.

 

Ele vai liderar o time de inovação no mercado brasileiro e também na Napse, a operação internacional da Linx, se reportando diretamente ao CEO da companhia, Alberto Menache. O executivo vai gerenciar todo o processo de P&D ao liderar um time de aproximadamente 1.700 pessoas distribuídas pelas áreas de Desenvolvimento, Suporte, TI Corporativa, Cloud e Experience Center.

 

Em entrevista à Decision Report, Ney Santos fala do cenário atual do setor, desafios e oportunidades que ele vai liderar daqui pra frente sentando do outro lado da cadeira, especialmente em uma área estratégia e desafiadora.

 

Decision Report: O que te motivou essa mudança?

Ney Santos: Como cliente por muitos anos da Indústria de TI, sei como um parceiro tecnológico pode fazer toda diferença entre o sucesso e o fracasso de projetos dentro das empresas.

 

Ter um parceiro que conheça a realidade do Brasil, que tenha capacidade de inovar com conhecimento profundo do segmento de varejo, que seja proativo e ágil são fatores de sucesso nessa jornada.

 

DR: E a Linx tem essas qualidades?

NS: Sim, ela possui todos estes atributos e me junto ao time para contribuir com minha experiência da visão do outro lado da cadeira. Quero muito ajudar nossos clientes a terem sucesso em suas jornadas de digitalização.

 

DR: De que maneira essa mudança é inspiradora para você?

NS: O desafio da inovação em uma empresa que trabalha com tecnologia de ponta é o maior incentivo, nesta nova fase na minha carreira. Integrar uma companhia do tamanho da Linx, com a capacidade, capilaridade e portfólio é um dos melhores ativos para o time que lidero, de Pesquisa & Desenvolvimento.

 

Além do capital humano, que aqui dentro é incrível, todo o legado tecnológico já desenvolvido dentro da companhia nos ensina e nos ajuda a criar as próximas soluções e funcionalidades, que vão continuar transformando a forma como o varejista trabalha, porque ele está no centro de todos os nossos processos.

 

DR: Aliás, o varejo está vivendo uma jornada de transformação. Quais são os principais desafios para esse ano, na sua opinião?

NS: Os varejistas do Brasil precisarão oferecer muito mais durante o processo de compra. Como foi amplamente discutido na NRF 2019, as marcas precisam passar a oferecer experiências aos clientes e não apenas produtos. Assim, a seu modo, os varejistas poderão criar memórias afetivas e transmitir conceitos positivos ao cliente, para desenvolver a percepção de marcas modernas, antenadas e tecnológicas e em todos os passos, desde o atendimento, passando pela conversão da venda e pagamento, chegando até a fidelização e o pós-venda.

 

DR: Você enxerga boas expectativas para esse ano no varejo brasileiro?

NS: Acredito que a atividade econômica continuará melhorando em 2019 e com isso teremos um bom ano de vendas no varejo. O mercado continuará buscando oportunidades para melhorar a experiência de compra dos consumidores, onde as soluções Omnichannel continuarão sendo a tendência mais importante.

 

>> Destaques