>> Destaque - Mercado

Inteligência de dados pode ser a chave para vantagem competitiva

Estudo do MIT, encomendado pela Pure Storage, revela que 93% dos líderes entrevistados afirmam que os dados são a base para tomada de decisões; companhia revelou plataforma de serviços voltados para execução de tarefas de forma nativa na nuvem AWS

Por: Jackson Hoepers, ⌚ 23/01/2019 às 15h53 - Atualizado em 01/02/2019 às 15h02

A mobilidade de aplicações corporativas, associada às tecnologias emergentes, como inteligência artificial, machine learning e análise profunda, aumentaram exponencialmente a importância estratégica da infraestrutura das empresas.

 

O estudo conduzido pelo MIT Technology Review, “Evolution Report Latam”, a pedido da Pure Storage, trouxe um panorama sobre as atitudes globais existentes em relação às iniciativas atuais e futuras de inteligência de dados para o crescimento dos negócios.

 

De acordo com o levantamento, 93% dos líderes em organizações na América Latina têm uma abordagem centrada no cliente para aplicação de dados, considerando-a fundamental para fornecer melhores resultados. Quando perguntados sobre o papel dos dados na melhora das decisões de negócios, 89% dos entrevistados concordam que os dados são fundamentais. Outro benefício da coleta de dados é o crescimento dos negócios, mencionado por 89% dos executivos.

 

“Dos entrevistados diretamente ligados a geração de dados, 92% dedicam mais tempo para gerar soluções criativas de acordo com os desafios de negócios futuros. Pensando nisso, vemos que a adoção de IA para inteligência de dados parece ser a próxima geração de tecnologia mais alinhada com os cronogramas de negócios”, afirma Paulo de Godoy, country manager da Pure Storage no Brasil, durante almoço com a imprensa, realizado hoje, 23, em São Paulo.

 

Segundo o executivo, ainda existem barreiras entre empresas e a adoção da IA para iniciativas de inteligência de dados. Os três principais desafios enfrentados pelas organizações na América Latina são: custo de tecnologia, envolvimento dos acionistas e infraestrutura de dados.

 

Serviços em nuvem

 

Baseada nesse cenário, a Pure Storage apresentou suas novas ofertas de serviços em nuvem híbrida, em parceria com a AWS, para impulsionar as atividades que envolvem movimentação de grandes quantidades de dados, bem como a eficiência na transmissão.

 

O conjunto de ofertas chamado Cloud Data Services compõem um portfólio de serviços para armazenamento em blocos de dados de produção (Cloud Block Store para AWS), proteção de dados baseada em nuvem (CloudSnap para AWS) e tecnologia de duplicação nativa em nuvem, que permite backup de maneira mais rápida (StorReduce).

 

“Hoje, a enorme quantidade de dados gerados a todo instante acaba tornando difícil a integração entre serviços hospedados em nuvem pública e privada. Existe uma ‘gravidade’ que permeia esses dados e torna-se difícil movê-los com a rapidez necessária. Estamos resolvendo isso através de nossos serviços de compressão e armazenamento em flash NVMe, permitindo a escalabilidade dos negócios e melhoria na usabilidade dos serviços pelos usuários”, completa Godoy.

 

O executivo explicou que a empresa tem parcerias firmadas com a AWS até o momento e não há previsão para ampliar esse acordo com Microsoft Azure e Google Cloud Platform. A venda das soluções é realizada através da NVIDIA, Cisco e Amazon. Algumas tecnologias encontram-se em versão beta público e o CloudSnap já está disponível.

 

>> Destaques