>> Destaque - Varejo

Imaginarium implementa tecnologia de big data e machine learning

Varejista investiu na plataforma Franchise Intelligence, da Disruptiva, e colhe frutos como crescimento das vendas, melhorias de gestão e qualidade do estoque

Por: Léia Machado, ⌚ 16/06/2017 às 15h42 - Atualizado em 16/06/2017 às 15h42

A Imaginarium é uma marca brasileira que vende uma variedade de presentes e conta com uma operação 100% via franquias. Hoje, a varejista tem 219 lojas, sendo 10 quiosques, espalhadas pelo Brasil e tem previsão de fechar esse ano com 235 estabelecimentos. Mesmo diante de um cenário complexo na política e na economia do País, a Imaginarium segue investindo não só na expansão da marca, mas também em tecnologia.

 

As mais de 200 lojas franqueadas já usam a plataforma Franchise Intelligence, da Disruptiva, solução que tem recursos de big data e machine learning que ajudam os gestores a tomar as melhores decisões. Segundo Donato Ramos, diretor Comercial da Imaginarium, a tecnologia permite não só um crescimento nos negócios, mas alcance de meta de vendas, além da melhoria também de outros indicadores de Varejo como PA (Produto por Atendimento), ticket médio e qualidade do estoque.

 

“O investimento em tecnologia é importante, principalmente no cenário de crise. E, para nós, a iniciativa foi de grande acerto, pois hoje entendemos nosso consumidor, que tipo de produto ele busca, o que ele mais gosta. Isso nos permitiu, inclusive, ajustar nosso portfólio e trabalhar com mercadorias que são tendências entres nossos clientes”, pontua.

 

A solução foi adquirida pela Imaginarium no ano passado e já está 100% concluída na matriz. Quase todos os franqueados contam com essa solução, o que tem automatizado informações que estavam no Excel. “Essa iniciativa trouxe uma capacidade analítica muito grande para nós, pois a tecnologia é amigável, rápida e objetiva”, completa o executivo.

 

A implementação foi tranquila, com duração de 6 meses, mas o desafio foi na parte de customização da solução para que ela gerasse relatórios com análises mais profundas. Segundo Ramos, em cada fase entregue do projeto, a operação como um todo obteve diversas melhorias, principalmente na parte de gestão de capital de giro, vendas e precificação.

 

“Com essa inteligência aplicada, nosso próximo passo é buscar tecnologias complementares como fluxo de vendas, mapas de calor e CRM. Daqui pra frente, nossa meta é se relacionar ainda mais com nosso consumidor, identificando suas demandas e entregando tendências”, finaliza.

 

>> Destaques